Quem é Howard Marks?

Se você ainda não conhece Howard Marks, saiba que ele é um dos maiores value investors da atualidade. Inclusive seu aclamado livro The Most Important Thing (na tradução, ficou “o mais importante para o investidor”) é citado como referência por outros mega investidores como Warren Buffet, Ray Dalio, entre outros.

Quer saber mais sobre Howard Marks? Então, continue a leitura e entenda o que faz desse investidor uma referência para grandes nomes do mercado financeiro. Confira a seguir!

Quem é Howard Marks?

Howard Marks é co-fundador e vice-presidente da gestora de ativos norte-americana Oaktree Capital Management, a maior investidora em títulos de risco do mundo.

O investidor é formado em economia pela Wharton School da Universidade da Pensilvânia. Além disso, possui MBA em negócios e marketing pela Universidade de Chicago.

Antes de fundar a Oaktree, Marks iniciou sua carreira no Citibank, no final dos anos 60. Nessa instituição, ele foi o responsável pela criação de um portfólio de alto rendimento. Anos depois, em meados da década de 80, ele se tornou gerente de ativos da TCW Group, onde conheceu Bruce Krash, outro sócio fundador da Oaktree.

Em 1995, Marks, Krash e outros sócios também oriundos da TCW Group fundaram a Oaktree que, desde o início de suas atividades, deu foco a private equity e títulos de alto risco e rendimento. A estratégia se mostrou acertada inclusive durante a crise do subprime em 2008, quando a gestora lucrou mais de US$ bilhões com ativos “problemáticos” e de alto risco.

Em 2012, a Oaktree abriu o seu capital na bolsa de valores de Nova York. Já em 2019, grande parte do seu capital foi adquirido pela Brookfield, porém a gestora continua operando de forma autônoma. Atualmente, Brookfield e Oaktree possuem, juntas, cerca de US$ 600 bilhões de ativos sob gestão.

Estratégias do investidor

Prioritariamente, Marks é um investidor fundamentalista. Isso significa que as suas análises e decisões sobre investimentos são baseadas nos fundamentos das empresas e da economia na qual estão inseridas.

As metodologias fundamentalistas top down e bottom up analisam aspectos da macroeconomia e microeconomia para avaliação de empresas. Saiba mais nos links abaixo.

No entanto, apesar de investir em ações, o foco de sua estratégia são os títulos de dívidas das empresas. Nesse sentido, ele alia os indicadores fundamentalistas a uma criteriosa análise de risco.

Pode-se descrever o perfil de investidor de Howard Marks como arrojado. Isso porque, segundo ele, o melhor momento para ser agressivo nos investimentos é justamente quando todo o mercado tem medo de adquirir um determinado ativo.

Para ele, a relação entre preço baixo e valor intrínseco do negócio é um dos fatores de decisão mais importantes. No entanto, só isso não basta para determinar a escolha de um ativo.

Segundo Marks, é fundamental que se saiba como está o mercado e onde ele vai chegar. Dessa forma, é possível adotar ações para prevenção de riscos.

Você gosta de conhecer as ideias de grandes investidores? Aqui no Yubb, a gente já escreveu sobre Peter Lynch, Benjamin Graham, Luiz Barsi e uma série de outras feras do mundo dos investimentos. Clique nos links e confira!

Você também pode gostar desses artigos

library_booksTodos os artigosVoltar para o topo