Top down: o que é e como funciona?

O top down é uma estratégia que pode ser aplicada para determinar tanto a gestão das empresas quanto dos investimentos. Trata-se de uma metodologia bastante utilizada pela análise fundamentalista, principalmente nos investimentos de longo prazo.

A seguir, entenda o que é e como funciona essa estratégia.

O que é top down?

A expressão top down (de cima para baixo) já sugere como funciona essa metodologia de análise de empresas. Nessa estratégia, a avaliação inicia pelos fatores externos (ou macroeconômicos) e desce até atingir o detalhamento do funcionamento e dos fundamentos da empresa.

Ou seja, ao utilizar a estratégia top down, o investidor se preocupa primeiro com o cenário econômico, que envolve projeções e indicadores como inflação, taxas de juros, política cambial, evolução do PIB, entre outros. O próximo passo é analisar como estão as perspectivas do setor de atuação da empresa e o seu posicionamento junto à concorrência. Somente depois da análise macroeconômica e setorial é que serão considerados os fundamentos da empresa, como indicadores financeiros e práticas de governança.

Etapas consideradas na análise top down

Nessa análise, é considerado o ciclo de negócios da empresa, que pode ser dividido em quatro etapas distintas:

Expansão

A fase de expansão corresponde ao momento em que a performance da empresa está no auge. Nesse momento, o que se espera é o incremento na produção, o aumento das vendas e a melhora contínua dos resultados, o que faz com que os preços das ações subam.

Normalmente, essa etapa está associada a fases de crescimento da economia do país.

Pico

Nesse momento, tanto a economia local quanto a empresa chegaram no auge da sua produtividade e resultados.

Contração

Depois de atingido o pico, o movimento natural é de que inicie, gradualmente, o arrefecimento da atividade econômica. Nesse momento, as pessoas começam a consumir menos e, consequentemente, as empresas reduzem a produção. Quando a desaceleração da economia é muito forte, a fase de contração ocasiona problemas diversos, como endividamento das empresas e inadimplência de consumidores, por exemplo. Isso pode levar à queda do PIB e à piora de indicadores econômicos do país.

Ponto de virada

Como a economia é cíclica, após a contração (que pode durar pouco ou muito tempo) acontece o ponto de virada. Nessa hora, o mercado começa a retomar o otimismo, as pessoas voltam a consumir e as empresas reaquecem as suas atividades.

Conclusão

O principal objetivo da análise top down é, justamente, identificar o ponto de virada das empresas. Dessa forma, é necessário muito estudo sobre a economia local e, também, global.

Por isso, analistas que dão foco à essa metodologia precisam estar sempre muito bem informados e dedicar muito tempo a análises macroeconômicas e, também, a aspectos sociais e políticos que interferem nessas relações.

Além disso, é preciso conhecer bem os setores da economia e a representatividade das empresas em cada um deles. Isso permitirá conhecer pontos fortes e fracos da companhia e de seus concorrentes.

Para uma análise mais completa, o ideal é utilizar o top down em conjunto com a metodologia bottom up. Saiba mais sobre isso neste artigo.

Você também pode gostar desses artigos

library_booksTodos os artigosVoltar para o topo