Quem é Peter Lynch?

Peter Lynch é um dos maiores investidores de todos os tempos.

Seu sucesso veio através do comando do fundo chamado Fidelity Magellan, no qual se tornou um dos maiores e melhores fundos do mundo sob sua gestão.

Para que você compreenda um pouco mais sobre a história de Peter, este artigo irá te mostrar: 

  • A história de Peter Lynch
  • Como ele venceu o mercado americano por quase 2 décadas?
  • 5 ensinamentos de Peter Lynch

A história de Peter Lynch

Peter Lynch nasceu em 19 de janeiro de 1944, na cidade de Newton, estado do Massachusetts, Estados Unidos.

Logo aos seus 10 anos de idade perdeu seu pai, vítima de câncer.

Lynch estudava no Boston College e usava suas economias pessoais para comprar 100 ações da Flying Tiger Airline, que custavam na época US$8 cada papel.

Porém, algum tempo mais tarde elas chegaram no valor de US$ 80.

Logo em seguida se formou em história, filosofia e psicologia, em 1965, fazendo um mestrado em administração de empresas pela Universidade da Pensilvânia, em 1968.

Antes de se tornar mestre, Peter fora contratado como estagiário pelo fundo Fidelity Investments, em 1966. Com 5 anos de trabalho, o investidor alcançou o posto de diretor de pesquisas do grupo.

Em 1977, é contratado como gerente pela Magellan Fund. 

Sob sua administração, o grupo salta de uma carteira de 18 milhões de dólares em ativos, para 14 bilhões de dólares, em 1990.

Como Peter lynch venceu o mercado americano por quase 2 décadas?

Durante seus 13 anos no cargo sob a gerência do fundo Magellan, Peter conseguiu um retorno médio de 29,2%. 

Com isso, ele bateu o S&P 500 (índice que representa as 500 maiores empresas americanas) anualmente.

Este sucesso está atrelado aos métodos e capacidades de Peter.

Uma de suas principais regras é: “Antes de comprar você precisa saber explicar o que está comprando.”

Ele sempre defendeu que qualquer pessoa consegue ter resultados excelentes e muito acima do mercado.

Sem precisar de nenhuma formação técnica ou acadêmica sobre investimentos.

Não tem nenhum mistério, o segredo é a disciplina e conseguir escolher ativos que representem bons negócios ao longo do tempo. 

Em sua carteira, alguma das boas escolhas de ativos de Lynch foram:

  • Fannie Mae;
  • Ford;
  • Philip Morris;
  • MCI;
  • Volvo;
  • General Eletrics;
  • Kemper e Lowe.

5 ensinamentos de Peter Lynch

1. Faça a sua pesquisa

Peter diz que o investidor tem que estudar minimamente e entender o que a empresa que ele está querendo investir faz.

Pesquisar coisas como fluxo de caixa, endividamento, operação, lucratividade, setor etc.

2. Diversificação

Lynch bate muito na tecla da importância da diversificação, principalmente em seus livros.

Ele já chegou a ter 700 ações em sua carteira.

É um dos principais fatores de diminuição de risco dos investidores.

3. Seja paciente

Investir em ações é algo que demanda tempo. Não adianta ficar desesperado.

Peter costuma citar uma frase de Warren Buffett: “Não adianta querer ter um filho em 1 mês, engravidando 9 mulheres.”

Isso não vai acontecer. E na bolsa é a mesma coisa. As ações demandam tempo para valorizar.

O investidor que entende isso, com certeza estará na frente da maioria do mercado e será recompensado com o passar do tempo.

4. Invista no que você entenda

Lynch defende que você invista no tipo de negócio que você entenda.

Ele julga ser mais fácil realizar uma boa análise de uma empresa, quando você já tem um conhecimento prévio sobre o negócio.

5. Todo o conhecimento que você precisa para investir em ações você adquire na 4ª série.

É exatamente isso que você leu.

Lynch diz que o que você precisa saber para investir é adição, subtração, divisão e multiplicação.

Isso porque, para entender a contabilidade de uma empresa, as contas matemáticas só vão exigir estas 4 operações para saber ler um balanço numérico da companhia.

Saber investir e entender contabilidade não exige cálculos avançados de matemática, muito pelo contrário.


Você também pode gostar desses artigos

library_booksTodos os artigosVoltar para o topo