Qual é a diferença entre bitcoin e ethereum?

Se você já conhece o universo das criptomoedas, certamente já ouviu falar em Bitcoin e Ethereum. Atualmente, elas são as mais valiosas moedas digitais, por isso são tão famosas.

Mas, se você deseja começar a investir nesses ativos, é importante que conheça a diferença entre as duas principais criptomoedas. Continue a leitura, e saiba mais sobre as características de cada uma delas e suas principais diferenças.

Bitcoin X Ethereum

Aqui no blog, já falamos sobre as duas criptomoedas. Vamos abordar rapidamente as suas características, para que possamos entender as diferenças entre elas.

Bitcoin

Em termos de valor de mercado, o Bitcoin é a principal moeda atualmente. Sua tecnologia, chamada de Blockchain, registra todas as transações efetuadas, como se fosse um grande livro-caixa.

As informações inseridas na Blockchain são todas criptografadas, e cada registro é incluído em cadeias de blocos. Para que as transações sejam realizadas, todos os computadores conectados (nós da rede) precisam dar a sua aprovação.

Essa complexidade no procedimento confere muito mais segurança às transações. Isso porque, para conseguir as informações da Blockchain é preciso ter acesso a todos os computadores da rede, o que é praticamente impossível.

Ethereum

O Ethereum também utiliza a tecnologia Blockchain, o que lhe confere a mesma segurança e transparência do Bitcoin nas operações. A diferença é que ela não é uma criptomoeda, e sim uma plataforma de programação.

Essa plataforma é formada por contratos inteligentes, cuja função é operacionalizar todos os termos de um contrato, de maneira autônoma e digital. Isso significa que não são necessários terceiros para executar as condições do contrato (tudo é feito por intermédio de códigos).

Diferenças entre Bitcoin e Ethereum

Algumas das principais diferenças são as seguintes:

Tempo de transação

As transações com Bitcoin levam, em média, 10 minutos para serem efetivadas. Já com Ethereum, o tempo médio é de 20 segundos.

Mineração

Bitcoin e Ethereum utilizam o algoritmo de prova de trabalho para a mineração, que é um sistema de informações baseado em tentativa e erro.

Saiba mais sobre mineração de Bitcoin neste artigo.

No entanto, no Ethereum a remuneração ocorre pela prova de participação. Nesse sistema, um dos mineradores precisa provar que tem uma quantidade de moedas, as quais ficam reservadas e não podem ser movimentadas.

Além disso, na prova de participação os novos blocos são forjados (e não minerados). Isso quer dizer que não serão geradas novas criptomoedas, e a recompensa dos mineradores será as taxas pagas pelas transações.

Por fim, o tempo de mineração também é diferente. Enquanto no Bitcoin um bloco leva 10 minutos para ser minerado, o processo no Ethereum gira em torno de 15 segundos.

Custos

Nas operações com Bitcoin, os custos variam conforme o espaço ocupado no bloco. Por sua vez, os valores do Ethereum dependem do tipo e da complexidade do contrato a ser executado e, normalmente, são menores do que os da criptomoeda.

Neste artigo, conheça outras criptomoedas.


Você também pode gostar desses artigos

library_booksTodos os artigosVoltar para o topo