Índices futuros: o que são e como funcionam?

Uma oportunidade de investimento de curto prazo são os derivativos que são negociados no mercado futuro. Pouco conhecidos de grande parte dos investidores esse tipo de produto financeiro pode ser usado para proteção ou especulação.

Os índices futuros são um dos tipos de derivativos e apesar de ser uma boa possibilidade de investimentos merecem bastante dedicação em estudo para não se tornarem um risco para seu patrimônio.

Ainda os índices futuros podem ser de grande auxílio para o investidor realizar bons aportes, para isso é necessário uma observação constante desses ativos.

Vamos aprender tudo sobre os índices futuros neste artigo, confira!

O que são índices futuros?

Os índices futuros são derivativos, ou seja, contratos futuros que tem seu preço relacionado à negociação de um ativo numa data futura por um preço já definido. O ativo que será negociado através do contrato futuro é um índice. 

Os índices são carteiras teóricas de ativos que tem por objetivo representar uma classe de ativos de forma a mensurar sua performance.

Como funcionam os índices futuros?

O investimento em índices futuros é realizado através de aportes no mercado futuro.

A cotação dos contratos de mercado futuro é realizada através de pontos. 

Os contratos de índice têm seus preços alterados diariamente de acordo com a volatilidade tendo seus preços descontados ou creditados pela bolsa de valores até o dia do vencimento em que devem ser exercidos tendo em vista a diferença entre o resultado do índice no dia e o previsto no contrato.

Contratos cheios x mini contratos

Os contratos de índices futuros ainda podem ser negociados em dois tipos, índices cheios e mini contratos em que a única diferença será o tamanho desses contratos, ou seja, o valor que estará sendo negociado.

  • Índice cheio (IND)
  • Mini índice (WIN)

Os mini contratos de índice correspondem a R$ 0,20 centavos a cada ponto e podem ser negociados a partir de lotes unitários.

Operações de contratos de índice 

A operação de contratos de índice com negociação e saída antes do vencimento você não pagará ou receberá pelo valor cheio do contrato mas sim pela diferença do valor quando comprou e quando vendeu. Devendo subtrair a cotação inicial do contrato pela cotação de venda e multiplicando pela quantidade de pontos e de contratos negociados.

Importância das operações de índices futuros

As operações de contratos futuros eram utilizadas inicialmente por produtores e comerciantes de commodities como forma de preservar o preço de um ativo e assim garantir uma melhor negociação.

Atualmente esse tipo de operação é muito utilizada para a especulação pois apresenta muita liquidez, em um curto período de tempo sendo que ainda é possível utilizar-se de alavancagem para operar valores mais altos e assim conseguir maiores lucros. Esse tipo de estratégia, porém, envolve riscos que devem ser considerados.

Os índices futuros servem ainda para o acompanhamento do mercado, tendo em vista que o principal índice da bolsa de valores é de onde derivam os contratos de índices futuros, o investidor atento às movimentações de contratos de índices pode realizar bons lucros no curto prazo operando esses derivativos.

Apesar de ser uma boa oportunidade de investimento, quem deseja aportar neste tipo de operação deve estar atento aos riscos, para isso é necessário um bom tempo de dedicação para conhecer bem os ativos e estudar suas oscilações. Além de possuir um capital de segurança e ainda gerenciar bem o risco de cada operação realizada. Muita atenção às operações alavancadas pois apesar de maior potencial de lucro, existe também grande potencial de perdas.

Se você se interessou por operações de mercado futuro não deixe de conhecer nossos outros artigos sobre os demais derivativos e aprenda mais sobre esses investimentos antes de fazer sua entrada neste mercado tão importante da bolsa de valores.


Você também pode gostar desses artigos

library_booksTodos os artigosVoltar para o topo