WhatsApp Pay: vale a pena usar?

Assim como o Pix, o WhatsApp Pay é uma ferramenta que permite a realização de pagamentos e transferências gratuitas entre usuários. A seguir, explicaremos como funcionará esse recurso disponibilizado pelo WhatsApp, a rede social de mensagens instantâneas mais popular do Brasil. Confira!

O que é o WhatsApp Pay?

O WhatsApp Pay é um recurso disponibilizado pelo aplicativo para os seus usuários que possibilitará pagamentos e transferências sem os custos de TEDs e DOCs cobrados pelos bancos. Trata-se de mais uma opção gratuita que, assim como os bancos digitais, favorece a inclusão financeira de pessoas sem acesso ao sistema bancário tradicional.

Como funcionará a ferramenta?

As movimentações financeiras serão feitas diretamente pelo chat de mensagens, sem precisar acessar o aplicativo do banco. Além dos usuários pessoas físicas, a ferramenta também permitirá fazer pagamentos para as empresas que utilizam o WhatsApp Business, recurso já existente na rede social.

Para que o serviço seja habilitado, o usuário terá que cadastrar uma senha numérica. Da mesma forma que ocorre com as transações bancárias, o aplicativo solicitará essa senha a cada transação financeira.

Conforme determinação do Banco Central, no início as transações serão disponibilizadas somente para pessoas físicas. Nesse sentido, a função de pagamentos ainda está sendo analisada pelo órgão e deverá ser liberada logo em seguida.

No começo do funcionamento do WhatsApp Pay, poderão ser utilizados cartões de débito e crédito do Banco do Brasil, Sicredi, Nubank das bandeiras Visa e Mastercard. Porém, a empresa deixou claro em seu anúncio feito em junho de 2020 (data em que anunciou o recurso) que está aberta à adesão de novos parceiros no futuro.

Valores

Não serão cobradas taxas pela utilização do aplicativo nas transferências entre pessoas físicas, nem pelos pagamentos realizados a empresas que utilizam o WhatsApp Business. Já entre as empresas cadastradas no WhatsApp Business, haverá uma taxa a cada venda cobrada pelo mensageiro, de 3,99% do valor da transação.

Em relação aos limites, os usuários de contas pessoais poderão movimentar R$ 1 mil por transação. Nesse sentido, podem ser realizadas até 20 transações diárias, mas o limite mensal é de R$ 5 mil.

Quando o recurso começará a ser utilizado?

A autorização para o funcionamento da ferramenta foi dada pelo Banco Central em 30 de março. Agora, segundo o órgão, cabe às empresas envolvidas decidirem quando iniciarão as operações.

Mas será que o WhatsApp Pay é seguro?

Sempre que surge algum novo serviço de pagamentos, é natural que sejam levantadas dúvidas por parte dos usuários em relação à sua segurança. Nesse sentido, especialistas pedem atenção em relação a alguns golpes que já são aplicados em outras ferramentas.

O principal deles é a clonagem do aplicativo que, normalmente, acontece por meio de uma mensagem que os criminosos enviam ao usuário. Nessa mensagem, alguém diz que se trata de confirmação ou atualização de cadastro e pede à vítima o seu código de segurança. De posse desse código, os criminosos replicam a conta de WhatsApp da vítima em outros celulares. Dessa forma, acessam os contatos para pedir dinheiro emprestado por meio do Pix, por exemplo.

Outra forma de fraude é pelo recebimento de links (os famosos pishings). Seja de que modo for, é preciso sempre estar atento e prestar muita atenção às orientações que virão quando o serviço finalmente entrar em vigor.

Se você ficou com alguma dúvida sobre o WhatsApp Pay, mande suas perguntas que lhe responderemos!

Você também pode gostar desses artigos

library_booksTodos os artigosVoltar para o topo