Índice de Treynor: o que é e como calcular?

Yubber, enquanto o Índice de Sharpe mede o risco pelo desvio padrão, que nada mais é que a volatilidade, o Índice Treynor mede esse risco através do Beta.

O Beta nada mais é que o risco sistemático. Mas vamos entender primeiro o que é o Índice de Treynor?

O que é Índice de Treynor?

De forma resumida: é um índice que calcula o retorno de uma carteira em relação ao risco sistemático, e é usado principalmente em fundos de investimento.

A fórmula é a seguinte:

Onde:

IT – Índice Treynor, que iremos encontrar;

Rp – Retorno do portfólio;

Rf – Risk Free (taxa livre de risco), representado pela taxa Selic;

 β - Beta, que diz respeito ao risco sistemático.

O que é risco sistemático?

O risco sistemático diz respeito aos eventos macroeconômicos, sociais e políticos, e é representado por coisas que não temos controle, portanto, são externas ao campo de domínio e ação de uma empresa.

Você pode diversificar o quanto quiser, se ocorrer um evento sistemático, a diversificação costuma não fazer efeito na carteira, pois são eventos de grandes extremidades e não dizem respeito aos ativos ou setores da sua carteira, e sim situações que fogem de controle.

Quer um exemplo simples? Coronavírus. A bolsa despencou em março de 2020.

Para você entender melhor o que estou dizendo sobre o risco sistemático, dê uma olhada na representação abaixo.

Como calcular o Índice Treynor?

Não é difícil de calcular, você só precisa estar munido de informações para fazer as substituições.

Vamos relembrar a fórmula:

Agora, vamos para um exemplo.

Imagine que um determinado fundo de investimento tenha alcançado um retorno de 15% no ano, com uma taxa livre de risco, ou seja, a Selic, de 7%, e que o Beta seja de 0,90, portanto:

IT = (0,15 – 0,07) / 0,90 = 0,089

Quando multiplicado por 100, chegamos ao resultado em porcentagem, portanto 8,9%.

Isso quer dizer que o fundo teve uma eficiência de 8,9%, ou seja, considerando o risco sistêmico, o fundo conseguiu esse retorno.

É interessante olhar para o indicador quando estiver fazendo comparações entre fundos, então, se você pretende alocar seus recursos em um fundo, adicione-o na sua tomada de decisão.

Aliás, nós temos um artigo sobre como fazer comparação de fundos, com dicas bem legais, que vão apresentar outros indicadores.

·  Comparação de fundos de investimento: 6 dicas para fazer

Por que o Índice de Treynor é importante?

O motivo é simples. O índice considera o risco sistemático de todos os ativos que compõem o portfólio, mostrando, portanto, qual foi o retorno dessa carteira considerando a existência de um risco macro, que foge de controle.

Ele é muito importante para os gestores de fundos, pois eles conseguem avaliar suas performances. Para o investidor, também: é uma ferramenta que auxilia na tomada de decisão.

Imagine dois fundos: o fundo 1 com rentabilidade de 14%, e o fundo 2 com rentabilidade de 12%. Somente com essa informação, tenho certeza que escolheria investir no fundo 1, correto?

Mas ao calcular o índice Treynor dos dois, obteve o seguinte resultado:

Fundo 1: 5%

Fundo 2: 7%

Agora, qual você escolheria?

Bom, pela ótica do risco sistêmico, ou seja, considerando o risco que eles correm, o fundo 2 teve melhor eficiência, mesmo com um retorno menor (12%).

E aí, Yubber, vai começar a utilizar o índice nas suas análises?


Você também pode gostar desses artigos

library_booksTodos os artigosVoltar para o topo