O que é SFN (Sistema Financeiro Nacional)?

Você já parou para pensar sobre como o nosso sistema financeiro é gigantesco? Todos os dias, milhões de pessoas e empresas transacionam recursos, e isso só é feito com segurança devido a estrutura existente no sistema financeiro.

O que é SFN (Sistema Financeiro Nacional)?

O SFN (Sistema Financeiro Nacional) é um conjunto de entidades e instituições que atuam por meio de diversos instrumentos financeiros, para captar recursos, distribuir e transferir valores entre os agentes econômicos.

Ou seja, o SFN diz respeito ao mercado financeiro como um todo. Sua estrutura possui uma grande amplitude.

Ele vai promover o encontro entre agentes deficitários e superavitários. É por meio do SFN que empresas, governo e pessoas transacionam a maioria de seus recursos, pagam suas dívidas e realizam investimentos.

Estrutura do SFN

O SFN é organizado por agentes normativos, supervisores e operadores.

- Normativos: são responsáveis por determinarem regrar gerais para o bom funcionamento do sistema. Os órgãos normativos são: CMN (Conselho Monetário Nacional), CNSP (Conselho Nacional de Seguros Privados) e CNPC (Conselho Nacional de Previdência Complementar).

- Supervisores: Vão trabalhar para que os cidadãos e integrantes do sistema financeiro sigam as regras definidas pelos órgãos normativos. Os órgãos supervisores são: Banco Central do Brasil, CVM (Comissão de Valores Mobiliários), Susep (Superintendência de Seguros Privados) e Previc (Superintendência Nacional de Previdência Complementar).

- Operadores: são instituições que lidam diretamente com o público, no papel de intermediário financeiro.

Os agentes (normativos, supervisores e operadores) são classificados, ainda, por mercado, sendo:

Moeda, crédito, capitais e câmbio:

  • Mercado monetário: é o mercado que fornece à economia papel-moeda e moeda escritural, aquela depositada em conta-corrente;
  • - Mercado de crédito: é o que fornece recursos para o consumo das pessoas em geral e para o funcionamento das empresas;
  • Mercado de capitais: é o mercado que permite às empresas em geral captar recursos de terceiros e, portanto, compartilhar os ganhos e os riscos;
  • Mercado de câmbio: é o mercado de compra e venda de moeda estrangeira.

Seguros privados

 É o ramo do SFN para quem busca seguros privados, contratos de capitalização e previdência complementar aberta.

  • Mercado de seguros privados: é o mercado que oferece serviços de proteção contra riscos;
  • Previdência complementar aberta: é um tipo de plano para aposentadoria, poupança ou pensão. Funciona à parte do regime geral de previdência e aceita a participação do público em geral.
  • Contratos de capitalização: são os acordos em que o contratante deposita valores podendo recebê-los de volta com juros e concorrer a prêmios.

Previdência fechada

Voltado para funcionários de empresas e organizações. O ramo dos fundos de pensão trata de planos de aposentadoria, poupança ou pensão para funcionários de empresas, servidores públicos e integrantes de associações ou entidades de classe.

Para que fique mais clara a sua compreensão, observe esse esquema montado da estrutura do Sistema Financeiro Nacional, em nível hierárquico e por mercado, com base em informações do Banco Central


Conclusão

O Sistema Financeiro Nacional, como observado, possui uma estrutura bastante ampla. Cada agente conta com suas classificações no que diz respeito ao mercado e funções, a fim de promover segurança em todo o nosso mercado financeiro.

Você também pode gostar desses artigos

library_booksTodos os artigosVoltar para o topo