Arbitragem: o que é como funciona?

Basicamente, a arbitragem possibilita que o investidor obtenha ganhos sem que precise correr os riscos do investimento.

A seguir, entenda melhor o conceito de arbitragem e saiba como ela funciona

O que é arbitragem?

A arbitragem é uma operação de compra e venda de um ativo com o objetivo de lucrar sobre a sua diferença de preços em mercados distintos. Ou seja, ela ocorre quando o investidor compra um ativo em um mercado onde ele está mais barato e o vende onde está mais caro.

Como funciona a arbitragem?

Para entender, vejamos um exemplo:

Digamos que, no mercado à vista, a saca de café esteja custando R$ 60,00. Um investidor percebe que, no mercado futuro para determinada data, esse ativo está sendo vendido a R$ 70,00.

A fim de obter ganho financeiro, esse investidor compra o café no mercado à vista e o vende no mercado futuro. Dessa forma, ao final da data do contrato, ele lucrará R$ 10,00 com a operação.

E por que ocorre a arbitragem?

Fundamentalmente, porque o processo de formação de preços não é perfeito em todos os mercados. Nesse sentido, sempre existirão fatores que não podem ser previstos e que, de alguma maneira, terão impacto nos preços.

Tipos de arbitragem

No mercado financeiro existem, basicamente, 3 tipos de arbitragem:

À vista contra a prazo

Esse é um dos tipos de arbitragem mais utilizados. Consiste em obter lucro com a diferença de preços de um mesmo ativo em diferentes mercados.

Nesse sentido, o exemplo do café, que vimos anteriormente, ilustra bem esse tipo de arbitragem

Arbitragem bolsa a bolsa

Já a arbitragem bolsa a bolsa é quando um mesmo ativo financeiro é negociado em bolsas diferentes.

Um exemplo disso é quando o investidor negocia, simultaneamente, ações nas bolsas brasileira e norte americana. Dessa forma, ele pode comprar ações na bolsa em que estiverem mais baratas e vender na mais valorizada.

Arbitragem cambial

Por fim, a arbitragem cambial ocorre quando há negociação de moedas em mercados diferentes. Da mesma forma que nos casos anteriores, o objetivo da arbitragem cambial é lucrar com as diferenças de preços entre esses dois mercados.

Vale a pena fazer arbitragem?

Antes de mais nada, é importante saber que, para fazer arbitragem, é necessário conhecimento e experiência no mercado financeiro.

Isso porque as diferenças de preços entre os mercados tendem a não durar muito. Logo, a agilidade é fundamental para que se façam boas negociações. E isso só é possível quando já se tem razoável experiência nessas operações.

Nesse sentido, muitos traders utilizam tecnologias como “robôs” nas operações de arbitragem, pois, sem elas, é bastante difícil acompanhar a velocidade das oscilações de preços dos mercados.

Além disso, essas operações possuem custos para serem realizadas. Por isso, é importante que o investidor se informe sobre as taxas envolvidas pois, em muitos casos, os volumes negociados não compensam os gastos.


Você também pode gostar desses artigos

library_booksTodos os artigosVoltar para o topo