MSCI: o que são esses índices?

No mercado financeiro, existem importantes indicadores que têm como objetivo demonstrar o desempenho das economias de diferentes locais do mundo. 

Aqui no Brasil, por exemplo, o mais importante desses índices é o Ibovespa, que mede o desempenho das maiores empresas da bolsa brasileira. Já na Europa, Ásia e alguns outros países emergentes, alguns dos principais indicadores que representam a performance econômica dessas regiões são os índices MSCI.

Neste artigo, saberemos um pouco mais a respeito desses índices e conheceremos os mais utilizados por investidores no mundo todo. Acompanhe a seguir.

O que são os índices MSCI

MSCI é a sigla para a empresa Morgan Stanley Capital International, responsável pela publicação de índices que englobam as mais importantes empresas internacionais. Esses índices começaram a ser publicados no final da década de 60, e foram os primeiros que não traziam somente empresas norte-americanas em sua composição.

Para o investidor internacional, os índices MSCI são um importante referencial que permite conhecer a economia da região que representam. Para as empresas, sempre que uma ação entra ou sai desses índices, o seu valor repercute não só em seu país de origem, mas em todas as bolsas nas quais ela é comercializada. Por isso, fazer parte do MSCI tem relação direta com o potencial de valorização das ações.

Funcionamento dos índices

Assim como o Ibovespa, os índices MSCI representam carteiras teóricas de ações. Para que uma ação possa fazer parte desses índices, a empresa é avaliada sob alguns aspectos, como porte, valor, tendência de mercado, crescimento, alavancagem financeira, liquidez e volatilidade das ações, entre outros.

A cada trimestre, um comitê da empresa MSCI reavalia os índices, com base em estudos relacionados ao assunto que cada índice representa.

Principais índices MSCI

Como vimos, esses índices representam regiões ou tendências bem específicas. A seguir, conheça os principais.

MSCI World

Esse é o mais conhecido entre os índices MSCI, e mede a performance de mercado de empresas de grande e médio porte que atuam internacionalmente em países desenvolvidos. Ou seja, o MSCI World exclui de seu universo de avaliação as empresas de países emergentes.

São 23 os países considerados pelo MSCI World: Alemanha, Áustria, Austrália, Bélgica, Canadá, Dinamarca, Espanha, Estados Unidos, Finlândia, França, Holanda, Hong Kong, Irlanda, Israel, Itália, Japão, Noruega, Nova Zelândia, Portugal, Reino Unido, Singapura, Suécia e Suíça. O maior peso no índice é, disparado, o mercado norte-americano, com mais de 60% de participação.

MSCI ACWI

Já o MSCI All Country World Index (ACWI) é mais abrangente, pois mede a performance das ações de empresas de mercados desenvolvidos e emergentes.

A abrangência desse índice o torna um dos mais utilizados mundialmente pelo mercado financeiro. Ao todo, o MSCI ACWI representa 23 economias desenvolvidas e 27 emergentes em, aproximadamente, 11 setores de atuação. Alguns dos países que integram o MSCI ACWI são China, Índia, Rússia, África do Sul e algumas outras economias em desenvolvimento.

MSCI Emerging Markets

O MSCI Emerging Markets reflete o desempenho de empresas de média e grande capitalização, em 27 países emergentes.

As ações que formam esse índice têm sede em países como Argentina, Brasil, Chile, China, Polônia, Taiwan, Turquia, Emirados Árabes, entre outros.

MSCI ESG

O MSCI KLD 400 Social Index reúne empresas com alto padrão de critérios ESG (Environmental, Social and Governance). Esse índice, lançado em 1990, exclui da sua base companhias que atuam em setores que possam gerar impactos negativos à sociedade, como indústrias de armas, tabaco, álcool e jogos de azar, por exemplo.

Os investimentos ESG são uma tendência cada vez mais forte no mercado financeiro. Clique aqui, e saiba mais a respeito.

A MSCI também possui um índice ESG com foco no Brasil (o MSCI Brazil ESG Leaders), composto pelas companhias com as melhores práticas ESG, de acordo com os critérios MSCI.

O MSCI Brazil ESG Leaders foi criado em 2007 e, até 2019, já havia superado o MSCI Brazil em oito vezes, o qual veremos a seguir.

MSCI Brazil

O MSCI Brazil foi lançado em 2001, e representa ações de empresas brasileiras de média e grande capitalização. Atualmente, esse índice representa cerca de 85% das ações negociadas na bolsa brasileira.

Importância dos índices MSCI

Os índices MSCI são um importante benchmark para o investidor, pois fornecem orientações em relação à saúde de determinadas economias e a tendências de mercado. Por exemplo, se você desejar investir em empresas que tenham políticas sustentáveis, o MSCI KLD 400 Social Index poderá lhe fornecer boas diretrizes para isso. Já se o seu objetivo for diversificar a sua carteira investindo em economias fortes, como a europeia e os mercados asiáticos, por exemplo, existem vários indicadores da família MSCI que também podem auxiliar nesse sentido.

BDR de ETF: investimentos que utilizam os índices MSCI

Muitos BDRs de ETFs utilizam os índices MSCI como benchmark. Essa modalidade, disponível desde outubro de 2020 na B3, permite mais diversificação a um custo mais baixo do que os tradicionais BDRs (Brazilian Depositary Receipts).

Quando você investe em um BDR tradicional, está alocando os seus recursos em uma só empresa internacional. Por outro lado, ao adquirir um BDR de ETF, você passa a ter o seu investimento atrelado a um índice internacional, que representa diversas companhias.

No artigo abaixo, entenda como funcionam os BDRs de ETFs e conheça algumas das opções disponíveis na bolsa de valores.

Você também pode gostar desses artigos

library_booksTodos os artigosVoltar para o topo