Dá para investir no Ibovespa diretamente?

O Ibovespa mede o desempenho das ações mais negociadas na bolsa de valores brasileira (B3). Por isso, ele é considerado o principal indicador do mercado acionário do Brasil.

Neste artigo, vamos entender como funciona o Ibovespa, e descobrir se podemos investir diretamente no índice. Confira!

Como funciona o Ibovespa?

O Ibovespa é formado por uma carteira teórica de ações que estão listadas na bolsa de valores. Para fazerem parte do índice, essas ações devem cumprir alguns critérios, como liquidez e volume financeiro de negociações dos últimos 12 meses.

A cada quatro meses é feita a reavaliação das empresas que compõem o Ibovespa. Tanto a quantidade quanto o número de empresas podem mudar nessas revisões

Atualmente, algumas ações que formam o índice são as seguintes:

  • Ambev (ABEV3)
  • Azul (AZUL4)
  • Cielo (CIEL3)
  • Gerdau (GGBR4)
  • Gol (GOLL4)
  • Klabin (KLBN11)
  • Magazine Luiza (MGLU3)
  • Via Varejo (VVAR3)

A lista completa das empresas que formam o índice você encontra nosite da B3.

Dá para investir diretamente no Ibovespa?

A resposta é sim. Veja algumas maneiras de investir diretamente no índice:

ETF (Exchange Traded Fund)

O ETF é uma das formas mais fáceis de investir diretamente no Ibovespa. Esses fundos também são chamados de “fundos de índices”, pois seu objetivo é replicar determinado índice de referência do mercado. O BOVA11 é um dos ETFs que replicam o Ibovespa.

Investir em ETF é bastante simples; basta adquirir cotas do fundo na bolsa de valores. Além disso, há ETFs de valores bem acessíveis e, em geral, a aplicação possui boa liquidez.

Leia este artigo e conheça algumas vantagens de investir em ETFs. 

Fundos indexados ao Ibovespa

Existem fundos indexados ao Ibovespa que não são ETFs. Da mesma forma que os fundos de índices, eles também buscam replicar o principal indicador da bolsa de valores. No entanto, podem ser uma alternativa mais prática, pois não são negociados na B3.

Contratos futuros de Ibovespa

Também é possível investir no Ibovespa no mercado futuro.

Os contratos futuros de Ibovespa permitem que o investidor negocie com uma data de vencimento futura, a fim de obter ganhos com o desempenho do índice até o vencimento. Esses contratos servem tanto para buscar rentabilidade quanto para fazer hedge, ou seja, proteger os investimentos.

Neste artigo, entenda como funcionam as operações de hedge.

Mini índice do Ibovespa

O mini índice do Ibovespa também é uma forma de investir no mercado futuro. A diferença é que foram criados com o objetivo de atender pequenos investidores, pois são mais acessíveis do que os contratos futuros padrão ou cheios.

Logo, os aportes e os lotes mínimos para operações podem ser menores que os contratos futuros cheios. O código de negociação que representa o Mini Índice Ibovespa é dado pelas letras “WIN”.

É importante lembrar que, tanto os contratos futuros quanto o mini índice do Ibovespa são operações de derivativos. Dessa forma, são mais indicados para quem já tem mais conhecimento e experiência no mercado de capitais.

Saiba mais sobre o que são e como funcionam os derivativos neste artigo.

Você também pode gostar desses artigos

library_booksTodos os artigosVoltar para o topo