O que é SELIC?

SELIC significa Sistema Especial de Liquidação e de Custódia. A SELIC é a taxa “mãe” da economia brasileira - é famosa taxa básica de juros do país.

Essa taxa corresponde a operações de curtíssimo prazo entre os bancos. Isso acontece porque os bancos precisam ter recursos mínimos para “fechar o dia”. Se eles não têm, pedem emprestado para outros bancos. Normalmente, no próximo dia útil, a situação já é normalizada.

Nessa operação, quando um título público é dado em garantia (lastro), esse empréstimo é registrado no Sistema Especial de Liquidação e de Custódia. O custo cobrado nessa transação é a taxa SELIC.

Como essa garantia são títulos públicos do Tesouro Nacional, o risco é o próprio governo federal. Com isso, a taxa SELIC serve de parâmetro para todo o resto do mercado brasileiro.

Por que isso influencia no mercado todo?

Exemplo prático: se o governo diz que a taxa SELIC está mais baixa, o banco X terá que pagar um juros menor na hora de devolver o dinheiro ao banco Y.

Como consequência, o banco X cobrará um juros menor de seus clientes. Ou seja, se a SELIC diminui, os juros de toda a economia diminuem. Todos os juros da economia dependem dela.

SELIC nos investimentos

Se a SELIC influencia em todas as taxas de juros do país, é claro que ela vai influenciar na rentabilidade dos seus investimentos, né?

Dependendo do valor da SELIC, os investidores tomam decisões diferentes em suas aplicações financeiras.

Durante muitos anos, a taxa básica de juros foi muito alta. Com isso, o governo e os bancos ofereciam altas rentabilidades nos investimentos de renda fixa (Tesouro Direto, CDBs, LCIs, LCAs e etc). Era muito fácil encontrar investimentos muito seguros que pagassem um alto rendimento.

Com a queda da SELIC, os investimentos em renda fixa deixaram de ser tão atrativos. Dessa forma, os investidores migram seu dinheiro para a bolsa de valores.

É por esse motivo que, a cada dia que passa, aumenta a quantidade de CPFs na bolsa. Porque não é fácil encontrar investimentos seguros que pagam bons rendimentos. Agora, é necessário arriscar mais para lucrar mais.

Além disso, também existem alguns títulos de renda fixa que são atrelados à SELIC. Normalmente, em títulos privados, a rentabilidade é atrelada ao CDI, mas, nos títulos públicos, existe o Tesouro SELIC.

Quando você ouve alguém dizer “investir na SELIC”, significa “investir no Tesouro SELIC”. Que é um título do governo federal que rende exatamente o mesmo valor da SELIC ao ano.

Por ter liquidez diária e ser o título mais seguro do Brasil, pode ser uma ótima oportunidade para investir a sua reserva de emergência.

Você também pode gostar desses artigos

library_booksTodos os artigosVoltar para o topo