Quando vender um fundo imobiliário?

No mercado de renda variável não existe uma regra para os investimentos.

Vender ou comprar um ativo pode vir a depender dos mais diversos fatores.

O cenário econômico, principalmente do país do investidor, pode vir a influenciar demais nas escolher de ativos.

Os fundos imobiliários não são ativos que os investidores vendem com muita frequência.

Isso pelo fato de serem ativos que possuem um objetivo de gerar uma renda mensal ao cotista.

No caso das ações, um dos grandes objetivos dos investidores é o aumento frequente apenas do preço dos seus ativos.

Mas existem algumas variáveis que fazem com que vender suas cotas de um fundo imobiliário faça sentido, que são:

  • Perda de confiança na gestão do FII;
  • Rendimentos abaixo do esperado;
  • Subvalorização.

Perda de confiança na gestão do  FII

A gestão de um fundo imobiliário é um dos fatores mais importantes na hora de comprar o FII.

O gestor tem papel fundamental nos resultados e rendimentos dos cotistas.

É ele quem realiza as operações, as cobranças dos aluguéis, a compra ou venda de novos imóveis.

A qualidade e confiança do gestor do fundo vai ter um papel muito importante na performance do fundo.

Por isso, quando a gestão do seu fundo não está demonstrando ser muito confiável, não está se comunicando de uma maneira transparente aos cotistas e se mantém suspeita, sem dúvidas é um momento para se considerar a venda da cota.

Rendimentos abaixo do esperado

A performance recente do seu fundo, assim como a esperada deve ser bem analisado pelos cotistas.

Uma performance negativa recente deve ser entendida e os motivos devem disso devem ser levados em conta.

Ao mesmo tempo, uma perspectiva nebulosa de rendimentos futuros pode ser bem preocupante.

Um exemplo disso é um FII monoativo com um preço por metro quadrado muito acima do negociado na região e o seu único inquilino anuncia a saída do imóvel, sendo que dificilmente se conseguirá replicar os preços realizados nessa operação com outro locatário.

Essa é uma situação corriqueira que acontece no mercado dos fundos imobiliários.

Subvalorização do preço do FII

Assim como no mercado de ações, os fundos imobiliários apresentam flutuações em seus preços.

Elas podem ser tanto positivas quanto negativas.

Mas, no momento em que ocorre um período de subida dos preços, isso pode representar um risco para o investidor.

Isso se dá pela fato de que, uma subvalorização do preço de um ativo, pode representar que ele está sendo negociado acima do valor real do negócio.

Ou seja, significa que o ativo está caro. E isso provavelmente será corrigido com o tempo, fazendo com que o preço caia bastante.

Por isso, quando algum fundo imobiliário de sua carteira estiver passando por um momento de bonança, entenda bem o motivo e as perspectivas futuras.

Porque sem dúvidas, vender um ativo subvalorizado pode ser um excelente negócio para os cotistas.

Primeiro para colocar o lucro no bolso e para não perder rendimento quando o preço for corrigido.


Você também pode gostar desses artigos

library_booksTodos os artigosVoltar para o topo