Tipos de ações: quais são e qual é a melhor?

Se você quer começar a investir na bolsa, precisa saber que há diferentes tipos de ações, e que cada uma delas vai conceder um benefício diferente ao acionista.

Continue a leitura, e saiba como escolher as melhores ações para a sua carteira!

Quais são os tipos de ações?

São dois os principais tipos de ações negociadas na bolsa de valores: as ordinárias (ON) e as preferenciais (PN). A seguir, conheça as características de cada uma delas.

Ações ordinárias (ON)

Se o objetivo do investidor é ter alguma influência sobre as decisões da companhia, então as ações ordinárias (ON) são a melhor opção. Isso porque a principal característica desses títulos é o direito a voto concedido ao seu detentor.

Segundo a legislação, para obter o controle societário de uma empresa, o investidor precisa ter metade das ON mais uma ação dessa categoria. Mesmo sendo majoritário, o investidor não responde pessoalmente pelas dívidas da companhia.

Porém, caso ocorra falência, quem possui ações ON receberá os recursos investidos somente depois de quem possui ações preferenciais (PN), as quais veremos na sequência.

As ações ON são identificadas pelo número 3 depois das letras que formam o seu código. Alguns exemplos são PETR3 e OIBR3.

Ações preferenciais (PN)

Diferentemente das ON, as ações preferenciais (PN) possuem a garantia de recebimento de dividendos fixos permanentes. Por isso, elas são as mais indicadas para quem deseja ter uma renda periódica com os investimentos.

Outro benefício que a lei concede às ações PN é o fato de os seus dividendos serem, no mínimo, 10% maiores do que os pagos às ON. Além disso, caso a empresa emissora tenha problemas financeiros e venha a quebrar, os acionistas PN têm prioridade para receber o seu capital em relação aos ON.

Para identificar uma ação PN, basta procurar o número 4 no final de seu código.

Outros tipos de ações

Apesar de as ações preferenciais (PN) serem as preferidas pelos investidores brasileiros, também existem outros tipos de ações no mercado de capitais.

As empresas podem emitir outros tipos de ações quando desejam dar poderes de voto diferenciados a alguns investidores. Da mesma forma que as duas principais, essas ações também podem ser identificadas pela sua denominação.

Esses títulos vêm com os algarismos 5, 6 ou 7 depois das quatro letras. É dessa forma que se pode identificar a diferenciação de poderes concedida ao acionista.

Mas afinal, qual o melhor tipo de ação para investir?

Como vimos, a melhor escolha dependerá dos seus objetivos. Se a sua ideia é se tornar um sócio com poder de voto na empresa, então deve investir em ações ordinárias. Já se o seu principal objetivo é receber dividendos, as ações preferenciais são a melhor escolha.

Todos os investimentos têm prós e contras. No caso das ações ordinárias, o maior risco que possuem (por causa de não terem a preferência na liquidação da companhia) faz com que, normalmente, se valorizem mais do que as preferenciais.

Já quanto às preferenciais, é importante saber que elas são exigíveis. Ou seja, a qualquer momento a empresa pode comprar as ações de seus investidores.

Além disso, existem outros aspectos que você deve conhecer para escolher as suas ações. Clique nos artigos abaixo, e conheça as blue chips, mid caps e small caps!

Você também pode gostar desses artigos

library_booksTodos os artigosVoltar para o topo