À prova de fogo

Momento decisivo para criptomoedas

evento online e gratuito 4 a 7 de Julho às 19h

Inscreva-se

O que são proventos nos investimentos?

Muita gente chega ao mercado financeiro por causa deles, outras pessoas os recebem a anos e sequer entendem como realmente funcionam… Vamos te explicar tudo sobre os queridinhos da estratégia de renda passiva e de muitos investidores: os proventos.

Quem tem qualquer experiência no mercado financeiro já ouviu falar de algum dos tipos de proventos, sejam os dividendos ou os juros sobre capital próprio.

Os proventos podem ser resumidos como benefícios pagos pelas empresas aos seus acionistas, mas não fique só no que é, o Yubb preparou esse artigo completo sobre proventos, saiba mais do que a maioria!

  • O que são proventos?
  • Quais os tipos de proventos?
  • Como receber e usar seus proventos?

O que são proventos?

Proventos no mercado financeiro diz respeito aos benefícios que as empresas pagam aos acionistas de forma obrigatória - ou não - e que podem aumentar o capital investido ou representar uma remuneração.

O pagamento de proventos não se trata de uma ação bondosa da empresa, mas sim da “sua fatia daquele bolo”.

Os acionistas, ainda que minoritários, devem receber parte dos lucros da empresa e os proventos em seus diferentes tipos são formas que a empresa tem de fazer isso. Em alguns casos, a empresa é obrigada, por lei, a fazer a distribuição de proventos, já em outros se trata de estratégias de fidelização do acionista.

De qualquer que seja a forma, os proventos acabam por beneficiar tanto a empresa quanto os acionistas que ficam felizes com os bolsos cheios.

Os proventos são sempre distribuídos de forma proporcional a quantidade de ações do investidor.

Quais são os tipos de proventos?

Os proventos podem ser de quatro tipos: dividendos, juros sobre capital próprio, bonificações e direitos de subscrição.

Dividendos

Com certeza os proventos mais famosos entre os investidores, os dividendos são partes do lucro líquido da empresa que são distribuídos aos acionistas em certo período. 

As empresas são obrigadas por lei a distribuir dividendos e no mínimo 25% do lucro deve ser pago aos acionistas.

O pagamento dos dividendos é feito na conta da corretora de forma periódica e não incide tributação sobre esse provento. 

O investidor deve ficar atento as datas de pagamentos.

Juros sobre capital próprio

Outro provento bastante conhecido são os juros sobre capital próprio - JCP, esse provento também  é uma remuneração que cai na conta da corretora do acionista, porém ao contrário dos dividendos os JCP sofrem tributação na fonte, essa tributação se deve ao fato de que o JCP é uma despesa de remuneração da empresa.

Ainda assim, é um provento bastante interessante pois reflete as capacidades do patrimônio líquido da empresa e deixa o acionista de bolso cheio feliz.  

A distribuição de JCP é feita de forma que o valor seja abatido do lucro antes da tributação e a incidência de impostos seja menor para a empresa.

Bonificação

A bonificação é um provento pago quando a empresa decide abrir sua conta de reservas - onde se encontram parte do lucro acumulado que não foi distribuído e distribuir de forma extra para seus acionistas. 

Essa distribuição de reservas pode ocorrer através de remuneração em dinheiro ou ainda com a distribuição de novas ações. 

Essa emissão de ações pode causar uma alteração de preço no curto prazo mas é interessante ao acionista pois numa distribuição de dividendos futura por exemplo ele terá direito a um valor maior.

Direitos de Subscrição

Os direitos de subscrição são a preferência no direito de adquirir novas ações da empresa em razão de um aumento de capital. Esse provento tem como objetivo garantir ao acionista a oportunidade de manter sua proporção de ações na empresa.

Geralmente, o valor das ações no direito de subscrição tendem a ser menores que o valor de mercado.

Caso o acionista não deseje comprar mais ações fazendo o uso do direito de subscrição,  ainda assim pode gerar lucro com o provento pois esses direitos podem ser negociados com outro investidores

Como receber proventos?

Para receber proventos o investidor deve comprar ações de empresas que estejam consolidadas como de boa rentabilidade e possuam histórico de boas pagadoras de proventos. Isso pode ser analisado através de indicadores como o dividend yield, por exemplo. 

Mas, de forma prática, ao investir em uma ação boa pagadora de proventos você estará em condições de receber os proventos, devendo estar atento apenas a data ex,a data limite para a compra com direito ao recebimento dos proventos.

Os proventos, por serem um direito seu, podem ser utilizados como você quiser. Todavia, as estratégias de investimento em longo prazo indicam que os proventos devem ser utilizados para reinvestir, seja na mesma empresa ou em outras. Esse reinvestimento dos proventos no longo prazo possibilita o aumento de capital necessário para viver de renda.

Para buscar o investimento ideal para você utilize nossa plataforma e fique por dentro dos nossos conteúdos!


Você também pode gostar desses artigos

library_booksTodos os artigosVoltar para o topo