Preço/Ativo Circulante Líquido: entenda esse indicador

O Preço/Ativo Circulante Líquido é um indicador fundamentalista usado para análise de ações de uma empresa. De forma resumida, esse índice é uma métrica que representa a solidez de uma instituição diante de suas obrigações e quanto o mercado paga por isso.

É importante destacar que esse parâmetro não pode ser observado de forma isolada. Ainda assim, é possível encará-lo como um fator decisivo no momento de comparar empresas de um mesmo segmento.

Para fazer esse cálculo, é preciso saber qual é o ativo circulante líquido da companhia. Esse valor representa quanto sobraria de recursos caso fossem quitadas todas as obrigações da instituição naquela data.

Em alguns casos, esse número pode ser negativo. Ou seja, se a empresa usasse seus ativos circulantes para pagar todas as despesas de curto e longo prazo, ainda teria dívidas a serem liquidadas.

No entanto, isso não significa que a empresa esteja em mau momento. Por isso, é preciso analisar esse parâmetro em conjunto com outros. Por exemplo, o lucro. Se uma empresa tem um ativo circulante líquido negativo, mas com bons lucros nos últimos relatórios, é provável que tenha grande potencial para transformar esse valor em dados positivos no futuro.

Como calcular o Preço/Ativo Circulante Líquido?

Primeiramente, precisamos entender o que é cada uma dessas variáveis e como elas representam no final do cálculo. Para isso, vamos tratar cada uma separadamente:

Preço = cotação x número de ações da empresa

Ativo circulante líquido = Ativo Circulante - Passivo Circulante - Passivo Não Circulante

Os ativos circulantes de uma empresa representam todos os bens e direitos que podem ser transformados em dinheiro no curto prazo.

Enquanto os passivos circulantes e não circulantes são aquelas obrigações de curto e longo prazos, respectivamente. Esses valores podem ser encontrados nos balanços contábeis das empresas.

Ao final dessa subtração, o ativo circulante líquido poderá representar todo montante que sobra - podendo ser os recursos em caixa, o estoque, as aplicações e outros valores que representam esses ativos.

Já o valor que é resultado da divisão entre o preço e o ativo circulante líquido representa o quanto o valor de mercado da empresa é representado pelo ativo circulante líquido dela. Ou seja, quanto estão dispostos a pagar pelo balanço patrimonial que ela possuiria se quitasse todas as obrigações em determinada data.

De forma grosseira, se esse valor for menor que um e acima de zero, isso pode significar que a empresa esteja sendo negociada por um preço barato. Mas, como já mencionamos anteriormente, esse parâmetro não pode ser analisado isoladamente.

Ainda assim, é desejável que esse valor seja positivo. No entanto, a maioria das empresas apresenta valores negativos. Isso porque boa parte delas possui um montante de passivos maior do que os ativos circulantes, em virtude de investimentos que fazem para obter resultados a médio e longo prazo.

Por isso, é importante entender quando esses valores são extremamente negativos. Pois se estiverem relacionados a outras informações desfavoráveis, isso pode significar um mau negócio.


Você também pode gostar desses artigos

library_booksTodos os artigosVoltar para o topo