À prova de fogo

Momento decisivo para criptomoedas

evento online e gratuito 4 a 7 de Julho às 19h

Inscreva-se

Ações exponenciais: o que são e como encontrá-las?

De forma geral, quem investe na bolsa está em busca de retornos financeiros mais altos do que a média do mercado. Nesse sentido, as ações exponenciais são excelentes chances para multiplicar o patrimônio, pois representam algumas das maiores oportunidades da renda variável.

Se você também está procurando por alta rentabilidade, continue a leitura para entender o que são e como encontrar essas ações!

O que são ações exponenciais?

Como o próprio nome sugere, as ações exponenciais são aquelas que, teoricamente, têm potencial para multiplicar exponencialmente o patrimônio dos investidores.

Normalmente, quando se começa a investir em ações, o mais comum é procurar pelas blue chips, que são as empresas já consolidadas e que atuam em mercados mais maduros. No entanto, com o passar do tempo, o investidor percebe que essas empresas têm potencial de crescimento mais limitado comparado a outras que atuam em segmentos da nova economia.

É aí que as ações exponenciais podem ser uma boa alternativa para maximizar os ganhos da carteira. Essas ações são de empresas, conhecidas ou não, que possuem boas expectativas de valorização, seja pelo mercado de atuação ou por produtos ou projetos inovadores que possam estar desenvolvendo.

Grande parte do universo das ações exponenciais é formado pelas small caps. No entanto, não se limita especificamente a elas.

Leia também:Melhores small caps para 2022 (com Max Bohm) (yubb.com.br)

Quais as características das ações exponenciais?

Para conseguir identificar essas ações, é preciso prestar atenção a algumas características. Confira a seguir.

Potencial de inovação

É pouco provável que uma empresa consiga se destacara frente à concorrência fazendo o que todos já fazem, sem oferecer produtos ou serviços novos. Por isso, uma das principais características das ações exponenciais é justamente o seu potencial de inovação.

Quando a companhia tem capacidade tecnológica e profissionais qualificados, ela consegue visualizar as tendências do mercado. Com isso, pode ser pioneira e oferecer soluções inovadoras, que a colocarão em posição de destaque entre seus pares.

Setor de atuação

Esse ponto está diretamente ligado ao anterior. Ou seja, não basta apenas ter alta capacidade de inovação se o setor de atuação não tem perspectivas de crescimento ou de continuidade.

Um dos casos mais conhecidos dos últimos anos é a Blockbuster. Mesmo os mais jovens certamente lembram de seus pais indo à locadora para alugar filmes. Porém, com o surgimento de streamings como Netflix e Amazon, aos poucos a gigante Blockbuster viu suas lojas esvaziarem ao redor do mundo.

Depois de patinar anos a fio, a empresa finalmente faliu em 2013. E o pior é que a falência não foi causada só pela mudança do mercado, mas também por causa de decisões erradas da diretoria. Em setembro de 2000, o então CEO da Blockbuster teve a oportunidade de comprar a Netflix. Mas, em vez disso, decidiu investir mais nas lojas, para atrair mais clientes.

Ao lembrar do caso Blockbuster, fica evidente a necessidade de acompanhar tendências e de estar sempre atento às mudanças de comportamento dos consumidores.

Visão de longo prazo

Algumas empresas até conseguem alcançar valorização exponencial no curto prazo. No entanto, a visão das companhias que pretendem se diferenciar no mercado deve ser sempre de longo prazo.

Como exemplo, podemos citar a Locaweb, empresa que fez um dos maiores IPOs de 2020. A valorização meteórica de suas ações é relativamente recente, porém a companhia está no mercado há 23 anos. Quando foi fundada, a internet ainda não tinha a atual dimensão. Logo, a visão de longo prazo da empresa foi determinante para que conseguisse a estatura que possui hoje.

Dividendos não são prioridade

Ao contrário de grandes companhias que atuam em setores mais consolidados, as empresas com maior potencial de expansão normalmente não têm fomo foco o pagamento de dividendos.

E o motivo é simples: nesse caso, a prioridade são investimentos em novos projetos ou na expansão dos negócios. Inclusive, não são raros os casos de empresas endividadas e/ou com resultados negativos que têm valorizações exponenciais, pois o mercado acredita no seu potencial. O Nubank é um bom exemplo disso.

Leia também:Vale a pena investir em ações que não pagam dividendos? (yubb.com.br)

Como encontrar essas ações?

Agora que você já sabe quais as características das ações exponenciais, é hora de fazer as melhores escolhas.

Nesse sentido, utilizar indicadores da análise fundamentalista permite que se conheça os fundamentos e as perspectivas das empresas. Quanto mais indicadores você conhecer e utilizar, mais completa será a sua avaliação e mais chances você terá de fazer as melhores escolhas.

Leia também:7 indicadores de ações que você precisa conhecer (yubb.com.br)

Mas não basta somente encontrar as melhores empresas da bolsa. É preciso também conhecer o momento certo de entrar em um investimento. Caso contrário, você poderá deixar de ganhar, ou mesmo perder dinheiro, se o ativo já estiver na sua máxima valorização.

É claro que ninguém consegue adivinhar se e quanto uma ação ainda vai se valorizar. Porém, há ferramentas que podem ajudar a determinar se uma ação está com o preço justo, e qual o potencial de valorização que uma ação tem no futuro. Essas ferramentas são o valuation e o value investing.

Aqui no Yubb, nós já falamos algumas vezes sobre esses dois conceitos. Inclusive, trouxemos exemplos de grandes investidores que as utilizam sempre em suas estratégias. Para saber mais, dê uma olhada nos conteúdos abaixo!

Você também pode gostar desses artigos

library_booksTodos os artigosVoltar para o topo