keyboard_arrow_left
Conhece alguém que investe ou quer investir nesta Criptomoeda? Compartilhe!
Preço
R$ 57,92
Valor atual de uma unidade da criptomoeda.
Valor de mercado
R$ 16,88 bilhões
Indica o valor total de mercado, baseado na quantidade da criptomoeda em circulação.
Volume
R$ 1,515 bilhão
Indica o quanto a criptomoeda foi negociada nas últimas 24h.
Histórico de preço

Corretoras

A mesma criptomoeda pode ser adquirida em diversas corretoras.
Escolha a sua empresa preferida e lembre-se de que abrir conta é totalmente gratuito.

O que é Cosmos (ATOM)?

O projeto Cosmos é mais um surgido com o objetivo de otimizar blockchains mais lentos, caros e pouco escaláveis, como o próprio Bitcoin.

Nesse sentido, o Cosmos busca construir um blockchain que proporcione a interoperabilidade de diversas plataformas, funcionando como uma internet desses sistemas. Para isso, foi criado o protocolo IBC, que estabelece a comunicação entre essas redes descentralizadas.

Esse protocolo possibilita transações mais baratas e velozes. Segundo o site oficial do projeto Cosmos, o tempo médio de confirmação das transações da rede é de 7 segundos.

O ATOM é o token oficial da plataforma Cosmos.

Criação do projeto Cosmos

O idealizador do Cosmos é Jae Kwon que, em junho de 2016, criou o whitepaper do Gnuclear. A ideia do Gnuclear era a implantação de um blockchain totalmente descentralizado e que permitisse a interoperabilidade entre diversas plataformas. Com a participação da comunidade, o projeto foi evoluindo, até que, em agosto de 2016, passou a se chamar oficialmente Cosmos.

Em janeiro de 2017 foram realizadas duas vendas privadas de tokens ATOM. Uma delas levantou US$ 300 mil, com 12 milhões de unidades vendidas a um preço unitário de US$ 0,025. A outra arrecadou US$ 1,2 milhão, tendo sido negociados mais de 16 milhões de tokens a US$ 0,08 cada um.

Meses depois, em junho de 2017, foi a vez do ICO (oferta inicial de criptomoedas) levantar US$ 16 milhões. A partir daí, o projeto tomou novo fôlego, o que permitiu a realização de testes mais frequentes para que a tecnologia pudesse ser implantada definitivamente.

Logo depois do ICO, foi feito o primeiro teste com o ATOM, que mostrou diversas anomalias, principalmente em relação ao protocolo de consenso. O primeiro bloco de ATOM só foi minerado mais de um ano depois, em abril de 2019. Na ocasião, foram remunerados os investidores das duas primeiras vendas privadas. Os que investiram US$ 300 mil no projeto receberam 11,8 milhões de tokens ATOM. Já a remuneração dos que aportaram US$ 1,2 milhão foi de 16,8 milhões de tokens.

Atualmente, quem mantém o desenvolvimento do Cosmos é mantido pela Tendermint e pela Interchain. Ambas atuam no fomento a estruturas de interconexão de plataformas descentralizadas.

Funcionamento da rede Cosmos

Como vimos, o Cosmos funciona como uma internet de blockchain, da mesma forma que a Polkadot, por exemplo. Isso significa que cada blockchain é alimentado pelo seu próprio algoritmo de consenso. A rede Cosmos funciona como elo, que conecta todos eles.

Por sua vez, o Cosmos possui uma espécie de livro-razão no blockchain, chamado Hub Cosmos. Esse sistema registra todas as transações realizadas nas diferentes redes que se ligam ao Cosmos.

Uma das grandes vantagens desse sistema é permitir que contratos inteligentes de diferentes blockchains possam interagir. Isso é possível graças ao protocolo de comunicação (ou IBC) do Cosmos.

Token ATOM

Além de operar tokens de diferentes plataformas, a rede Cosmos possui o ATOM, o seu token nativo, que tem a função de incentivar o ecossistema que dá suporte à rede.

A princípio, a rede Cosmos conta com 100 validadores, que validam os blocos por meio do protocolo Tendermint. A quantidade de validadores pode mudar, de acordo com a conveniência da rede, o que, é claro, será definido pela comunidade, que tem poder de voto em relação à governança do projeto.

Assim como ocorre na maioria dos blockchains, a remuneração dos validadores ocorre por meio do token nativo da rede. Para ser um validador, é preciso ter uma quantia significativa de tokens, que devem ser bloqueados para que os seus detentores possam participar das validações.

Além de remunerar os validadores, o ATOM também serve para proteger a rede contra spam e para que os detentores participem do sistema de governança, sobre o qual falamos anteriormente.

O suprimento total de tokens ATOM é de quase 261 milhões. Ao contrário de outros criptoativos, o ATOM não pode ser minerado, e sim obtido por staking, que é o processo de manter criptomoedas na carteira para poder ter a chance de validar blocos no futuro.

Diferenciais do projeto Cosmos

Cada vez mais, são criadas novas criptomoedas em blockchains próprios. Por um lado, isso proporciona escalabilidade, redução de custos e democratiza a rede, ao permitir que diferentes contratos inteligentes sejam criados e utilizados.

No entanto, essa fragmentação das redes também é um problema, pois cria sistemas que não conseguem se comunicar entre si. Por isso, um dos principais propósitos do Cosmos é garantir que a sua estrutura integre diferentes redes e possa ser utilizada de forma simples e direta.

Além disso, o Cosmos busca a escalabilidade, ou seja, trabalha para que mais transações possam ser processadas por segundo do que blockchains mais antigas, como Bitcoin e Ethereum, por exemplo. No caso do Cosmos, a geração de blocos na rede ocorre a cada 5-6 segundos. Isso faz com que ela seja considerada uma das redes blockchain mais rápidas do universo das criptomoedas.

Por fim, a estrutura descentralizada faz com que a rede cosmos seja, além de segura, bastante versátil. É possível utilizar a rede Cosmos nas transações entre criptomoedas, para criar um novo criptoativo ou para atualizar um já existente. Isso sem falar no desenvolvimento de smart contracts para diferentes aplicações, que sejam intercomunicáveis entre as plataformas.

Por todos esses motivos, o Cosmos é conhecido como o “blockchain 3.0” das criptomoedas.

Onde comprar o token ATOM

Em outubro de 2021, o ATOM ocupava a vigésima posição no ranking dos criptoativos com maior capitalização de mercado. Na ocasião, a sua capitalização de mercado (preço atual do ativo x quantidade em circulação) era de R$ 48,6 bilhões.

Dessa forma, o token ATOM pode ser encontrado em várias exchanges conhecidas e importantes, como Binance, Coinbase e OKEx, por exemplo. Além disso, também é possível encontrar pares de negociação com diversas moedas fiduciárias.

O que é uma criptomoeda?

Uma criptomoeda é um ativo digital descentralizado, ou seja, que não depende de bancos para que suas transações sejam confirmadas. Dessa forma, elas permitem que qualquer usuário envie e receba pagamentos a qualquer tempo e em qualquer lugar.

Como o próprio nome indica, esses ativos são produzidos e comercializados utilizando criptografia, o que garante o anonimato dos usuários e a segurança das transações.

As criptomoedas são criadas com base na tecnologia blockchain, na qual as transações são realizadas em blocos. Esse sistema é complexo e sofisticado, e consiste, basicamente, em blocos que permitem o envio e o registro de transações realizadas pela internet.

Tudo o que é feito via blockchain pode ser verificado posteriormente, daí a analogia que se faz desses registros a uma espécie de “livro-caixa”. Mas ao contrário dos bancos de dados tradicionais, os registros do blockchain não ficam em um único local. Justamente por causa da característica descentralizada das criptomoedas, a tecnologia blockchain distribui esses registros na rede mundial de computadores.

Outro aspecto que confere segurança a essas transações é o fato de os registros do blockchain não poderem ser modificados. Isso significa que, uma vez inseridos na rede, nem mesmo as partes envolvidas na transação conseguem alterá-los.

Como investir em criptomoedas?

É possível investir em criptomoedas negociando direto com outros investidores (negociação peer to peer). No entanto, esse tipo de transação não dá nenhuma segurança aos envolvidos, pois além de não ser possível identificar a origem dos recursos, não dá para ter certeza de que a negociação se concretizará, ainda mais quando o depósito precisa ser feito de forma antecipada.

Por isso, para investir em criptomoedas, o ideal é abrir conta em uma exchange. As exchanges são corretoras especializadas em criptoativos, que funcionam como uma plataforma digital de intermediação na compra e venda de criptomoedas e tokens. A exemplo das corretoras tradicionais, as exchanges oferecem aos usuários a estrutura ideal para que essas transações possam ser feitas de forma mais fácil e segura.

As exchanges trabalham de diferentes formas, logo nem todas oferecem os mesmos serviços. Nesse sentido, a sua atuação pode abranger a venda direta, o trade, o armazenamento ou os empréstimos em criptomoedas, por exemplo. Por isso, dependendo dos objetivos do investidor, uma ou outra exchange pode ser a mais adequada para operar.

Quanto custa investir?

O valor do investimento em criptomoeda não dependerá do preço da moeda em si, mas da fração que a exchange comercializar.

Por exemplo, na data de hoje (julho de 2021), um bitcoin vale, aproximadamente, R$ 180 mil. No entanto, para investir nessa criptomoeda, não é preciso adquirir uma unidade inteira. O valor mínimo de transações é determinado pela própria exchange que realizará a transação, e isso vale não só para o bitcoin, mas também para qualquer outro criptoativo.

Qual a tributação desse investimento?

As regras tributárias sobre criptoativos ainda são muito recentes no Brasil. Somente em 2021 é que foram criados códigos específicos para declarar criptomoedas e tokens no Imposto de Renda.

Se o investidor possui mais de R$ 5 mil em criptoativos, precisa informar isso na ficha de “Bens e Direitos” do IR. Além disso, se foram realizadas movimentações superiores a R$ 35 mil por mês, eventuais lucros dessas transações estão sujeitos ao imposto sobre ganho de capital, que deve ser pago no mês seguinte ao da venda. A alíquota é de 15% para ganho mensal de até R$ 5 milhões, e aumenta gradativamente conforme o lucro, até o limite de 22,5%.

Como o Yubb ganha dinheiro?

O Yubb é totalmente gratuito e independente: não cobramos nada para buscar milhares de opções para você aplicar melhor seu dinheiro e não somos vinculados a nenhuma empresa de investimento.

Mas precisamos ganhar dinheiro de alguma forma, certo? A única forma que ganhamos dinheiro atualmente é se você clicar em algum dos botões vermelhos "Investir agora meus..." desta página. Assim, a empresa de investimento irá nos remunerar pelo nosso trabalho.

Não se preocupe: para você, não vai mudar absolutamente nada! Todas as características dos investimentos que você vê aqui no Yubb são exatamente as mesmas que você encontraria diretamente na empresa, incluindo a taxa de rentabilidade. Não somos como sites de passagens aéreas que ganham alguma comissão escondida.

Na hora de investir, clique no botão "Investir agora meus...", diga para outras pessoas também clicarem e apoie o nosso trabalho gratuito para ajudarmos cada vez mais pessoas!

Dados providos pela CoinGecko API