Conheça 7 fundos imobiliários de lajes corporativas

Entre os fundos imobiliários (FIIs), os de lajes corporativas foram alguns dos mais impactados negativamente pelos efeitos da pandemia. Ao contrário dos FIIs de papel, os de imóveis corporativos sofreram com a vacância por causa do home-office e do fechamento de diversas empresas no ano passado.

O recuo do IFIX (índice de fundos imobiliários) também comprova os danos sofridos pelo segmento em 2020. No ano passado, o índice apresentou um retorno negativo de 10,24%, contra desempenho positivo de 36% em 2019.

Clique aqui e entenda como funciona o IFIX. 

Perspectivas dos FIIs de lajes corporativas para 2021

Na opinião de especialistas, os FIIs de lajes corporativas são opções interessantes de investimentos, cujos rendimentos estão ligados à retomada econômica do país. No entanto, ainda não se sabe ao certo qual será o novo modelo de trabalho adotado pelas empresas depois da pandemia.

Muitos apostam em um formato híbrido (parte home-office, parte presencial), porém ainda é difícil saber em qual percentual isso se estabelecerá. Além disso, a recuperação plena dos FIIs de lajes corporativas deverá acontecer no médio e longo prazo, depois de concluída a vacinação da população.

Outro ponto importante a ser considerado em relação a esses fundos é as diferenças de perfis, que também terão influência sobre a recuperação. Segundo

especialistas, mesmo quando a retomada da economia começar, ela não será igual para todos os setores. A expectativa é de que, no caso de imóveis corporativos mais novos, isso ocorra de forma mais rápida do que nos antigos.

Por fim, um fato que ajuda o mercado a ter mais previsibilidade em relação às lajes corporativas é que não há grandes empreendimentos do ramo a serem entregues nos próximos anos. No entanto, o desempenho de fato dependerá da economia de forma geral.

7 FIIs de lajes corporativas com os melhores dividend yield dos últimos 12 meses

Segundo levantamento do Clube do FII, estes foram os fundos que lajes corporativas que tiveram os melhores dividend yield (DY) nos últimos 12 meses:

XPCM11 – XP Corporate Macaé

- DY últimos 12 meses: 26,36%

- valor patrimonial: R$ 179.563.251

- valor de mercado: R$ 97.790.085

SPTW11 – SP Downtown

- DY últimos 12 meses: 11,82%

- valor patrimonial: R$ 124.595.322

- valor de mercado: R$ 140.046.220

XPPR11 – XP Properties

- DY últimos 12 meses: 11,28%

- valor patrimonial: R$ 651.049.735

- valor de mercado: R$ 505.840.062

RECT11 – REC Renda Imobiliária

- DY últimos 12 meses: 10,55%

- valor patrimonial: R$ 670.508.704

- valor de mercado: R$ 603.167.940

RNGO11 – Rio Negro

- DY últimos 12 meses: 8,27%

- valor patrimonial: R$ 270.725.956

- valor de mercado: R$ 170.595.000

GTWR11 – Green Towers

- DY últimos 12 meses: 7,92%

- valor patrimonial: R$ 1.210.311.354

- valor de mercado: R$ 1.260.000.000

VINO11 – Vinci Offices

- DY últimos 12 meses: 7,39%

- valor patrimonial: R$ 769.667.527

- valor de mercado: R$ 782.864.826

Importante! Os FIIs acima não são uma recomendação de investimento. Se desejar mais detalhes sobre cada um, acesse o site da CVM. Lá você encontrará prospectos, relatórios e todas as informações relevantes sobre esses investimentos!

Você também pode gostar desses artigos

library_booksTodos os artigosVoltar para o topo