O que é um investidor anjo?

A expressão surgiu nos Estados Unidos, na década de 1920, para se referir aos investidores que financiavam o teatro da Broadway. Os Angel Investor ou Business Angel bancavam as peças, apoiavam a sua execução e participavam do lucro das produções.

Atualmente, o conceito é aplicado no mundo dos novos negócios para designar investidores em startups. Nesse sentido, o investidor anjo não fornece somente o capital, mas também compartilha conhecimento e experiência com as novas empresas.

Esse suporte também é conhecido como smart money. Trata-se, também, de uma espécie de mentoria para o negócio.

Como é a atuação do investidor anjo?

O funcionamento é simples: o investidor anjo aplica seus recursos na organização e se torna uma espécie de sócio do negócio.

Normalmente esse investidor não assume posição de liderança na empresa. Sua atuação é muito mais voltada à orientação e ao acompanhamento do planejamento estratégico. Nesse sentido, o principal objetivo é dar apoio ao empreendedor a partir de sua experiência e conhecimento.

Quais os atrativos para o investidor anjo?

Geralmente, o investidor anjo prefere negócios com as seguintes características:

Inovação

Esse é um dos principais apelos para esses investidores. Seja no produto ou serviço, ou mesmo no modelo de negócio, deve existir alguma diferenciação em relação às opções já existentes no mercado.

Potencial de crescimento e rentabilidade

Nesse sentido, o negócio deve ter potencial de crescimento suficiente para valer a pena o investimento. Além disso, é importante que a atividade possa expandir o máximo possível sem a necessidade de especialistas ou de novos funcionários. A isso chamamos crescimento escalável.

Barreiras de entrada e/ou dificuldade de replicar o modelo

Quanto maiores forem as barreiras de entrada e/ou a dificuldade de copiar o negócio, mais protegido ele estará da concorrência. Dessa forma, mais atrativo ele será para o investidor anjo.

Investimentos até R$ 1 milhão

Normalmente, o valor aplicado individualmente por esses investidores vai até R$ 1 milhão. Caso o projeto necessite de mais recursos, pode ser mais interessante submetê-los a outros tipos de investidores.

Vantagens de se tornar um investidor anjo

Veja alguns dos principais benefícios da modalidade:

Diversificação dos investimentos

Um dos principais conceitos no mundo dos investimentos é a diversificação. A alocação dos recursos em diferentes ativos permite diversificar o risco da carteira.

Chances de boa rentabilidade

Em que pese o alto risco, os investimentos em startups podem proporcionar altíssimos retornos. Logo, perfis moderados ou perfis arrojados podem ter excelentes resultados ao se tornarem investidores anjo.

Investir em projetos alinhados com os seus valores

Por fim, investir em empresas inovadoras e com propósitos sustentáveis pode trazer grande realização pessoal.

É claro que a expectativa de todo o investimento é gerar lucro. No entanto, esse não é o único objetivo do investidor anjo. Como vimos, ele não entra na empresa com poderes majoritários de gestão. Em primeiro lugar, seu intuito é dividir conhecimentos para impulsionar a organização e fazê-la crescer de forma sustentável.

E então? você já pensou em ter, ou em ser um investidor anjo? Deixe aqui os seus comentários!

Você também pode gostar desses artigos

library_booksTodos os artigosVoltar para o topo