BRICS: o que é e para que serve?

BRICS é uma sigla que representa um grupo de cinco países emergentes. Não se trata de um bloco econômico, pois não há um registro formal para o grupo. 

O BRICS representa um conjunto de nações que foram agrupadas por possuírem, em tese, potencial econômico que poderia superar algumas das grandes potências mundiais no futuro.

Quer saber mais sobre o BRICS? Então, continue a leitura e entenda mais sobre esse grupo de países!

Quem são os BRICS?

A sigla BRICS vem de Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. Esses países foram reunidos por causa do estágio de desenvolvimento que tinham quando o grupo foi formado.

Em tese, os cinco países que formam o grupo estão em um estágio de desenvolvimento intermediário. Isso significa que não são desenvolvidos como as grandes potências econômicas, mas também não têm os problemas do subdesenvolvimento das nações mais pobres do mundo.

Como surgiu o grupo?

O nome foi dado pelo banco de investimentos Goldman Sachs em 2001. Na ocasião, a instituição fazia referência aos países que, junto com os Estados Unidos, formariam as cinco maiores economias do século XXI.

Originalmente, o nome era BRICs (com “s” minúsculo), pois o grupo abrangia somente Brasil, Rússia, Índia e China. Foi somente em 2011 que a África do sul passou a compô-lo, quando, então, o “S” maiúsculo passou a representar South Africa.

Atualmente, os cinco países que formam o BRICS representam, juntos, aproximadamente 42% da população, 30% do território, 23% do PIB e 18% do comércio de todo o mundo.

Objetivo do BRICS

O objetivo do BRICS é promover a cooperação mútua entre os países que formam o grupo em diversos aspectos. Essa cooperação abrange mais de 30 áreas, sendo algumas delas tecnologia, ciência, educação, saúde, inovação e combate a crimes transnacionais, por exemplo.

Alguns desses projetos de cooperação que já foram criados são os seguintes:

Novo Banco de Desenvolvimento dos BRICS (NDB)

O NDB, mais conhecido como Banco dos BRICS, foi fundado em 2014 e sua sede fica em Xangai, na China. O banco iniciou as atividades com capital de US$ 100 bilhões, com o objetivo de ser uma alternativa de crédito ao Banco Mundial e ao Fundo Monetário Internacional (FMI) para os países participantes do grupo.

Alguns exemplos de atuação do Banco dos BRICS:

- Em abril de 2021 o NDB aprovou US$ 153 milhões para melhorar rodovias não pavimentadas no estado do Pará. O projeto visa reduzir tempo e custos de logística, e interligar municípios atualmente sem conexão entre si.

- Também em abril, o banco aprovou empréstimo de US$ 1 bilhão para a África do Sul, para apoiar na recuperação econômica da pandemia de Covid-19.

Conselho Empresarial dos BRICS (CEBRICS)

Criado em 2013 durante a V Cúpula do BRICS, o Conselho Empresarial do BRICS (CEBRICS) reuniu membros dos cinco países que formam o grupo.

No Brasil, a secretaria executiva do conselho é liderada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). Alguns dos temas abordados pela secretaria executiva no Brasil são o agronegócio, aviação regional, economia digital, economia e energia verde, infraestrutura, desregulamentação, serviços financeiros, entre outros.

E então? Deu para conhecer mais sobre BRICS? Mande suas perguntas se quiser saber mais a respeito desse ou de outros temas!

Você também pode gostar desses artigos

library_booksTodos os artigosVoltar para o topo