Como calcular preço médio nas ações?

Se você já investe, ou está pensando em investir em ações, é importante saber calcular o preço médio desses títulos. Isso lhe ajudará a controlar a rentabilidade da sua carteira e, também, pode auxiliar na escolha de novos títulos.

A seguir, veremos o que é o preço médio das ações, e como ele é calculado. Confira!

O que é o preço médio das ações (PM)

Como o próprio nome diz, o preço médio das ações (PM) é a média de preço paga por uma determinada ação, considerando que as compras dos títulos foram realizadas em momentos diferentes.

Quando o investidor tem uma estratégia de longo prazo, é comum que ele adquirida uma mesma ação em vários momentos distintos. Dessa forma, ele pode calcular o preço médio dessa ação, e saber o quanto ela vale na sua carteira.

Saiba mais sobre investimentos para curto, médio e longo prazo neste artigo.

Como é calculado o PM?

Digamos que você tenha na carteira algumas ações da Locaweb, por exemplo, e esses títulos foram comprados em três momentos diferentes. Na primeira operação, você comprou um lote de 5 ações a R$ 70,00 cada, totalizando R$ 350,00. Na segunda, foram 10 ações a R$ 75,00 o título, o que somou R$ 750,00. Por fim, no terceiro lote, foram mais 10 ações a R$ 78,00 cada, ou seja, valor total da compra de R$ 780,00.

A taxa de corretagem + emolumentos da bolsa foi de R$ 10,00 em todas as negociações.

O preço médio é calculado da seguinte forma:

Compra 1: (5 ações x R$ 70,00) + R$ 10,00 = R$ 360,00

Compra 2: (10 ações x R$ 75,00) + R$ 10,00 = R$ 760,00

Compra 3: (10 ações x R$ 78,00) + R$ 10,00 = R$ 790,00

PM: R$ 360,00 + R$ 760,00 + R$ 790,00 / 25 ações = R$ 76,40

Ou seja, para calcular o PM é necessário saber:

  • quantas ações foram adquiridas em cada operação;
  • o preço da ação em cada uma das compras;
  • o custo total da operação (incluindo taxa de corretagem e emolumentos);
  • o total da ação na carteira.

Qual a importância de calcular o preço médio das ações?

Basicamente, o preço médio das ações é importante por duas razões.

A primeira delas é que o PM permite que você veja se o preço do título está em linha com o praticado no mercado. Dessa forma, você consegue saber como a ação está contribuindo para a rentabilidade da sua carteira.

A segunda razão diz respeito à declaração do imposto de renda. As ações precisam ser informadas no campo “Bens e Direitos” do formulário. Além do valor total, você precisará informar o número de ações e, também, o preço médio que pagou por elas.

Veja neste artigo algumas dicas para declarar investimentos no imposto de renda.

E então? Deu para entender como calcular o preço médio das ações? O que mais você gostaria de saber sobre ações ou outras modalidades de investimentos? Conte pra gente 😊


Você também pode gostar desses artigos

library_booksTodos os artigosVoltar para o topo