ATR (Average True Range): entenda esse indicador

O Average True Range – ou ATR - é mais um dos indicadores utilizados na análise técnica para acompanhar o comportamento dos ativos. A seguir, conheça a sua origem e entenda como ele funciona.

O que é ATR?

O indicador foi criado pelo trader J. Weller Wilder Jr, e significa média de amplitude de variação. O ATR serve para indicar o nível de volatilidade de um ativo.

Neste artigo, entenda o que é e qual a importância da volatilidade nos investimentos. 

A princípio, o indicador foi criado para ser utilizado no mercado de commodities. No entanto, com o passar do tempo, a sua aplicabilidade foi aumentando e, atualmente, ele se aplica a qualquer ativo do mercado financeiro.

É importante saber que o Average True Range mede somente a volatilidade, ou seja, as oscilações de um ativo. Ele não indica tendências de alta ou de baixa nos preços, apenas sinaliza quando ocorrem movimentações expressivas em seu comportamento.

Como é calculado o ATR?

Para calcular o ATR, precisamos primeiro encontrar o TR (True Range).

O True Range demonstra a real amplitude de variação de um ativo em um dado período. Ele corresponde ao maior valor encontrado entre os seguintes cálculos:

máxima do período atual – mínima do período atual

fechamento do período anterior – máxima de hoje

fechamento do período anterior – mínima de hoje

Pelo fato de eliminar os gaps de abertura, o True Range representa a verdadeira variação dos ativos. Se o TR é alto, a variação do ativo foi alta, e vice versa.

Após calcular o TR, encontra-se a sua média móvel exponencial, que corresponde ao ATR. O que descrevemos acima é representado pela seguinte fórmula:

ATR = média móvel exponencial TR

TR = máxima (H – L, H – Cp, Cp – L)

Onde: H é high (máxima), L é low (mínima) e Cp é previous close (fechamento anterior).

Como utilizar o ATR?

Uma forma de utilizar o ATR é quando o preço de um ativo sobe acima do valor de abertura mais o ATR (ou algum de seus múltiplos). Isso pode significar que o preço está subindo, o que faz valer a pena a compra. 

Outra maneira é no stop loss, que é um recurso utilizado para cessar as perdas ocasionadas pelo movimento de queda do ativo.

O stop loss é um importante recurso para controlar os riscos de investir em renda variável. Saiba mais neste artigo.

Limitações do ATR

O ATR pode auxiliar muito o trabalho do trader, mas não deve ser considerado isoladamente nas análises. Um dos motivos é o fato de ele ser um indicador subjetivo, pois não apresenta valores mínimos ou máximos. Por isso, deve-se analisar os últimos valores do ativo para saber se o indicador aponta para cima ou para baixo.

Outra limitação do indicador é não apontar tendências de preços, somente a volatilidade. Logo, se ocorre um aumento do ATR, isso não necessariamente é uma tendência, pois pode ser somente uma reversão de preços.

Aqui no Yubb, temos diversos conteúdos sobre índices e análise financeira. Utilize o nosso buscador, ou fale com a gente se tiver dúvidas ou quiser saber mais sobre algum assunto específico 😉

Você também pode gostar desses artigos

library_booksTodos os artigosVoltar para o topo