Margem de garantia: o que é e como funciona?

No mundo dos investimentos, existem diversas estratégias que possibilitam aumentar o potencial de ganho das operações. Uma delas é a alavancagem, que exige margem de garantia para que possa ser utilizada.

A seguir, a gente vai falar especificamente sobre o que é e como funciona a margem de garantia. Acompanhe!

O que é margem de garantia?

Como o próprio nome diz, a margem de garantia é um depósito exigido pela instituição financeira para cobrir determinadas operações. Ela funciona como uma espécie de caução, para evitar que o investidor fique inadimplente caso tenha algum prejuízo nas transações realizadas.

O valor da margem de garantia depende do ativo negociado e do prazo da operação. Eventualmente, poderá variar também conforme as exigências de cada instituição financeira.

Exemplo

Um exemplo que ajuda a entender como funciona a margem de garantia são as operações no mercado futuro. Nessas operações, os minicontratos de dólar e de índice exigem margem de 15%.

Digamos que um minicontrato de dólar seja negociado a U$ 2.000. Se a cotação do dólar for R$ 5,50 na data da negociação, esse contrato valerá R$11.000. Porém, para negociá-lo, o trader precisa depositar somente 15% do valor, ou seja, R$ 1.650. É dessa forma que a margem de garantia se relaciona com a alavancagem, pois permite que sejam realizadas operações de valores superiores ao disponível pelo investidor.

Aqui nós vimos um exemplo de margem de garantia nos minicontratos. No entanto, ela é também é utilizada em outras operações do day trade e swing trade, como opções, por exemplo.

Neste artigo, saiba mais sobre como funcionam as opções.

Como formar a margem de garantia

A forma mais simples de constituir a margem de garantia é por meio de um depósito. Porém, algumas aplicações como CDB ou tesouro direto, por exemplo, também podem ser utilizadas para essa finalidade.

A vantagem de utilizar as aplicações para formar a margem é não precisar resgatar os recursos. Dessa forma, eles continuam rendendo juros, mesmo compondo a garantia.

Chamada de margem

A chamada de margem é a efetiva constituição da margem de garantia. Nesse sentido, ela pode ocorrer no início de algumas operações (como no caso das opções e contratos futuros, por exemplo), ou no decorrer da própria operação.

Isso ocorre sempre que aparece alguma situação que, potencialmente, aumente o risco da operação. Nessa situação, o investidor deve depositar os recursos ou destinar a aplicação à instituição financeira assim que solicitado. Caso contrário, corre o risco de ter a sua posição cancelada e a operação liquidada, o que pode lhe ocasionar prejuízo.

Os valores da chamada de margem são determinados pela bolsa de valores, e variam conforme a volatilidade do ativo negociado.

Conclusão

Basicamente, a margem de garantia serve para dar suporte a operações com alavancagem. Dessa forma, em algumas situações, ela permite que investidores com menos recursos consigam aproveitar as mesmas oportunidades daqueles mais capitalizados.

Se você tiver alguma dúvida sobre o assunto, mande suas perguntas ou comentários!


Você também pode gostar desses artigos

library_booksTodos os artigosVoltar para o topo