O que é chamada de margem?

Em operações que envolvem maior risco ou alavancagem, a bolsa de valores pode exigir uma chamada de margem. Trata-se de uma garantia financeira para evitar posições a descoberto, como no caso de contratos futuros, por exemplo.

Achou complicado? Continue a leitura, e veja que é mais simples de entender do que parece!

Afinal, o que é chamada de margem?

Para entender o que é chamada de margem, primeiro é preciso saber o conceito de margem de garantia. Acompanhe a seguir!

Margem de garantia

Aqui no Yubb, a gente já falou sobre alavancagem, isto é, quando um investidor utiliza um valor maior do que o seu patrimônio para operar.

Em outras palavras, ele se endivida para que possa realizar operações com maior potencial de rentabilidade. Nesse caso, a bolsa de valores solicita uma margem de garantia, isto é, um determinado valor para cobrir eventuais prejuízos nessas transações.

A alavancagem é utilizada com frequência nas operações de day trade e swing trade. Ambas visam rentabilizar o patrimônio no curto prazo. Clique aqui e entenda como funcionam essas estratégias.

Outra situação na qual é necessária a margem de garantia é nos contratos futuros. Trata-se de instrumentos financeiros que também são utilizados para potencializar os ganhos dos investidores.

Para entender o que é o mercado futuro, a gente recomenda que você leia o artigo abaixo. Isso facilitará também a sua compreensão sobre a necessidade da margem de garantia 😉.

O que pode ser utilizado como margem de garantia

A margem de garantia não precisa ser necessariamente um depósito em dinheiro. Nesse sentido, a maioria das corretoras aceita investimentos, como CBDs, títulos públicos, ações ou LCIs e LCAs, por exemplo. Para o investidor, isso acaba sendo mais vantajoso, pois o dinheiro continua rendendo mesmo quando está garantindo as operações.

E como funciona a chamada de margem?

Normalmente, a chamada de margem (ou seja, o depósito dos recursos) ocorre no início da operação. Dessa forma, se o investidor desejar fechar um contrato futuro de commodities, por exemplo, deverá disponibilizar o dinheiro ou a aplicação para a corretora no momento do fechamento da operação.

Porém, há situações nas quais ela é exigida ao longo da operação. Isso ocorre quando acontece alguma situação de risco que não havia sido provisionada no início da negociação do ativo. Dessa forma, a B3 e a corretora garantem que os contratos serão cumpridos, o que dá mais segurança ao mercado financeiro.

Quando o investidor (ou o trader) são convocados à chamada de margem, devem depositar os recursos exigidos de forma imediata. Caso contrário, correm o risco de terem a sua posição encerrada e os valores liquidados, o que pode ocasionar prejuízos.

Os valores da chamada de margem são determinados pela B3, e são alterados conforme a volatilidade dos ativos.

Esperamos que tenha ficado claro o que é e como funciona a chamada de margem. Caso tenha alguma dúvida, mande seus comentários!


Você também pode gostar desses artigos

library_booksTodos os artigosVoltar para o topo