MLCX: o que é e como funciona esse índice de MidLarge Caps?

Investir em renda variável pode parecer mais arriscado para quem não compreende o funcionamento da bolsa de valores. Quando vemos as grandes empresas que são negociadas na bolsa de valores entendemos o porquê esse tipo de investimento é tão atrativo. 

Para acompanhar a performance das maiores empresas que são negociadas na B3 temos o índice MLCX, uma carteira composta pelas empresas de maior capitalização e que serve como benchmarking para quem tem foco em blue chips brasileiras.

Conheça mais sobre o índice MLCX a seguir.

O que é um índice de ações?

Um índice de ações é uma carteira teórica de ativos que tem como objetivo servir de referência para o mercado com base nos seus critérios de composição.

Ou seja, para um investidor saber se seu desempenho é positivo ele deve comparar sua carteira com o índice mais próximo a ela e ver a diferença entre os rendimentos.

O índice pode ser usado também para verificar a performance de um setor específico na bolsa de valores e até mesmo para verificar seu desempenho como um todo, como é o caso do Índice Bovespa.

O que é o MLCX?

O MLCX  ou Índice MidLarge Cap é um índice de companhias com alta capitalização ou seja um elevado valor de mercado. Para fazer parte o MLCX a empresa deve estar entre as que representam os 85% de valor de mercado de todas as companhias listadas. Também é necessário que o ativo tenha alta liquidez e esteja entre os mais negociados.

O índice é composto por ações e units, não podendo fazer parte empresas em situações especiais e nem BDRs ainda que de empresas brasileiras. O MLCX é um índice de retorno total, isso significa que além da cotação também são computados os proventos e seus impactos na sua análise e formação.

A participação de cada empresa na carteira varia conforme a importância atribuída pela B3 que é quem formula o índice.

O MLCX é atualizado desde 2005, todavia ainda não existe nenhum ETF que replique o desempenho desse índice de forma que não é possível investir diretamente em sua carteira de ativos.

Empresas que compõem o MLCX

10 maiores empresas na composição do MCLX:  

(Atualizada em janeiro/2021) 

  1. Vale - Mineração
  2. Petrobras - Petroleiro
  3. Itaú - Banco
  4. B3 - Mercado Financeiro
  5. Bradesco - Banco
  6. Magazine Luiza - Varejo
  7. Ambev - Bebidas
  8. WEG - Indústria 
  9. Intermédica - Saúde
  10. Suzano - Papel e Celulose

Percebe-se pela lista das 10 maiores companhias na composição do índice que são empresas bastante consolidadas e até conhecidas do público em geral. Chama a atenção a predominância dos setores de commodities com os dois primeiros lugares e o décimo, e o bancário/financeiro que na participação total do índice representa mais de 19% de sua composição, demonstrando a solidez do setor no Brasil.

Acompanhar um índice com as maiores empresas da bolsa é importante pois possibilita ao investidor entender como é que as maiores empresas vem performando e assim avaliar a inclusão de alguma delas em sua carteira. 

Os índices são ferramentas muito importantes e não devem ser perdidos de vista pelo investidor. Mercados mais maduros possuem mais ETFs e dessa forma tornam mais fácil o acesso a investimentos que se baseiam nas carteiras dos índices. O Brasil ainda caminha rumo à consolidação do mercado financeiro, mas mesmo assim cabe ficar atento ao desempenho dessas empresas gigantes na bolsa.

Para mais conteúdos de educação financeira e investimentos acesse o Yubb e veja como investir pode ser menos complicado e mais lucrativo.


Você também pode gostar desses artigos

library_booksTodos os artigosVoltar para o topo