Existe liquidez diária fora da poupança?

Existem várias opções para quem busca liquidez diária além da poupança: Tesouro SELIC, alguns CDBs e fundos de investimento e até mesmo as ações podem permitir a possibilidade de resgate a qualquer momento depois do investimento inicial. E muitas dessas opções podem ser alternativas muito mais rentáveis do que as tradicionais cadernetas de poupança.

Esse discurso que reforça as desvantagens da poupança e reitera os outros tipos de investimento é endossado ainda mais por conta da redução da SELIC que nos últimos anos apresentou diversas quedas – o que consequentemente, derruba os rendimentos da poupança.

Quando se busca liquidez diária, é preciso levar em conta a capacidade do investimento retornar no momento que você precisa resgatá-lo, com agilidade e sem carência. Isso porque “Liquidez” é o termo econômico que significa a facilidade com que você pode pegar de volta o dinheiro aplicado

 Quando a liquidez é diária, você pode sacar seu investimento na hora que desejar. Em contrapartida, as categorias que têm essa característica não possuem ganhos muito expressivos.

Porém, a facilidade do resgate imediato é justamente uma das principais características da poupança. No entanto, existem opções muito mais rentáveis e que também possuem a mesma segurança e capacidade de liquidez. Mas, por que a poupança não é tão rentável?

Qual é o rendimento da poupança?

A poupança rende 70% da taxa SELIC, que é a taxa básica de juros da nossa economia. Com essa taxa cada vez menor nos últimos anos, os rendimentos também caíram bastante – tornando esse tipo de investimento muito pouco atrativo.

Isso porque a inflação não acompanha a SELIC. Ou seja, em termos reais e atuais, os ganhos da poupança podem não superar mais as taxas de inflação – ou seja, o dinheiro depositado na poupança pode perder valor com o tempo.

Poupança tem liquidez diária, mas o rendimento é mensal

Além dessa defasagem nos ganhos reais, a rentabilidade da poupança não é diária, é mensal. A aplicação só tem seus ganhos acrescidos uma vez por mês e essa data é definida pelo dia do primeiro investimento. Por conta disso, é chamado de “aniversário da poupança”.

Independente disso, com liquidez diária, você pode resgatar o dinheiro a qualquer momento. No entanto, se você resgatar antes do aniversário da poupança, você não terá o rendimento da aplicação durante aquele período.

Exemplo: Se você fizer uma aplicação no dia 02 de junho, você poderá realizar o saque no dia 15 deste mesmo mês, mas o montante retirado não terá nenhum ganho dos dias que o dinheiro ficou na poupança. Portanto, para que você possa ter o rendimento em mãos, é preciso esperar até o próximo dia 02 de julho.

Melhores alternativas com liquidez diária

Geralmente, os investimentos que buscam liquidez diária também priorizam segurança e baixo risco sob a aplicação. Investir em ações, por exemplo, pode não ser uma boa alternativa à poupança tradicional – devido ao seu alto risco de ganhos e perdas, apesar da possibilidade de resgate imediato dependendo da ação escolhida.

Portanto, para quem busca segurança igual e rentabilidade até maior que a da poupança, os investimentos em renda fixa são uma ótima alternativa. Dentre eles, basta procurar os tipos de aplicação que possuem liquidez diária. Para esse tipo de investimento, os três principais são:

  • Tesouro SELIC: títulos emitidos pelo Tesouro Nacional com rendimento que acompanha a taxa básica de juros
  • Fundos de Investimento que investem no Tesouro SELIC
  • CDBs com liquidez diária: alguns bancos têm a opção desse tipo de investimento (garantia do Fundo Garantidor de Créditos)

Atualmente, não é difícil ter acesso às informações sobre o rendimento do dinheiro aplicado. O Yubb disponibiliza uma calculadora para que você simule quanto o seu dinheiro pode render mais em determinado investimento do que se ele estivesse na poupança. Clique aqui e acesse.

Você também pode gostar desses artigos

library_booksTodos os artigosVoltar para o topo