Fundo de tijolo: o que é e como investir nesse FII?

Fundo de tijolo é um fundo imobiliário que investe em imóveis físicos, como shoppings centers, galpões logísticos, lajes corporativas, agências bancárias, etc.

É um tipo de investimento de renda variável com menor volatilidade do que a bolsa de valores, mas no longo prazo, sua valorização tende a ser menor.

Esse ativo é negociado pela bolsa de valores e está disponível para compra e venda aos investidores, através das corretoras. Os fundos de tijolo ganham dinheiro pelos aluguéis recebidos, que posteriormente são convertidos em dividendos para os cotistas do fundo.

É um excelente ativo para quem deseja menos volatilidade de ações e para quem busca um rendimento mensal maior em forma de dividendos.

Vale lembrar que os fundos de tijolo são administrados por gestores e funcionários que cuidam de toda a operação, que compram e vendem os imóveis, que cobram o aluguel dos estabelecimentos e dentre outras tantas funções.

Por isso é importante que o investidor verifique qual a taxa de administração cobrada em cada fundo ou pela corretora. Porém, para alegria dos investidores, algumas corretoras estão zerando as taxas, como é o caso da Rico e da Clear.

6 principais categorias de fundos de tijolo

1. Lajes corporativas

As lajes corporativas são espaços grandes e adequados para as companhias que procuram lugares para expandir suas operações.

São estruturas de alto nível, geralmente escritórios que ocupam andares ou blocos inteiros de edifícios.

São espaços organizados e de qualidade muito boa, o que cria um ambiente melhor para o local de trabalho.

2. Shoppings Centers

Os shoppings centers são estabelecimentos conhecidos e frequentados pelo Brasil inteiro. Uma vez que possuem lojas, restaurantes, cinemas, supermercados, varejistas e muito mais em um só lugar.

Vale frisar que existem shoppings que exigem do consumidor um poder de barganha maior, assim como aqueles que exigem menos, fazendo com que seja acessível para todas as classes.

3. Galpões Logísticos

Os galpões logísticos são espaços para o desenvolvimento de operações logísticas como recebimento, armazenagem, separação e distribuição de mercadorias.

São muito utilizados por empresas de varejo, que necessitam desses locais para realizar suas operações, distribuindo seus bens para toda sua rede de clientes e lojas.

4. Segmento Educacional

O segmento educacional são fundos de tijolo focados em imóveis do ramo educacional, como escolas e faculdades. Apesar do que vem se falando nos últimos anos sobre uma tendência do ensino tecnológico a distância, o mercado de escolas presenciais ainda é predominante.

5. Agências Bancárias

A mesma discussão sobre um futuro digital entra em debate no caso das agências bancárias, que são imóveis que comportam o serviço das agências dos bancos.

Existe a tendência de digitalização dos bancos, mas da mesma maneira que o segmento educacional, isso é algo para anos e anos a frente.

6. Híbridos

Os fundos de tijolo híbridos são aqueles que investem em diversas categorias de imóveis, diversificando nas mais diversas áreas citadas anteriormente (galpões logísticos, lajes corporativas, agências bancárias etc.) 

Um exemplo deste tipo de fundo é o KNRI11 (Kinea renda imobiliária), que mescla ativos logísticos e corporativos em seu portfólio.

Qual vantagem de investir em Fundos de Tijolo?

Investir em fundos de tijolo pode ser vantajoso em diversos aspectos. O primeiro deles é poder investir em grandes empreendimentos de uma maneira muito acessível, uma vez que para investidores de pequeno e médio porte, investir em shoppings por exemplo, exigiria um grande capital investido.

Além disso, através do fundo, o investidor não tem que passar por problemas como liquidez ou com preocupações com inquilinos e restaurantes.

Contudo, os fundos de tijolo se encaixam perfeitamente para o investidor que está procurando segurança, volatilidade baixa e a oportunidade de investir em bons negócios, por uma fração de preços bem menor.

Você também pode gostar desses artigos

library_booksTodos os artigosVoltar para o topo