Qual a importância da gestão de riscos para investimentos?

Uma das coisas que mais assusta investidores iniciantes e impede outras pessoas de começarem a investir é o risco. Porém, risco é algo presente em diversas partes de nossa vida e eliminar o risco ou fugir dele pode ser algo que não é saudável. 

Muito mais importante do que não correr riscos é saber gerenciá-los. O risco muitas vezes está associado a potencialidade de retornos, ou seja, para bons retornos existem riscos maiores. Dessa forma ignorar oportunidades por medo dos riscos é o que leva muitos a desperdiçar chances de crescimento.

Neste artigo vamos abordar a gestão de risco para investimentos, e assim você entenderá a importância desse tema!

  • O que é gestão de riscos nos investimentos?
  • Quais são os principais riscos nos investimentos?
  • Qual a importância da gestão de riscos nos investimentos?
  • Como fazer uma boa gestão de riscos ao investir?

O que é gestão de riscos nos investimentos?

Gestão de riscos diz respeito a práticas que possibilitem identificar, evitar e tratar riscos - eventos que ameacem o desenvolvimento do seu objetivo. A gestão de riscos está presente em diversas áreas dos negócios. 

Nos investimentos, a gestão de riscos é caracterizada pela capacidade de gerir as possibilidades de um investimento não alcance os rendimentos pretendidos. ISso pode ocorrer por diferentes fatores, diretos ou indiretos aos investimentos.

Saber gerenciar riscos em investimentos é muito sobre como você lida com a antecipação de possíveis perdas, até onde você poderia aguentar. É um exercício não somente de administração do seu dinheiro mas também da sua capacidade emocional.

Quais são os principais riscos nos investimentos?

Riscos existem em todas atividades, nos investimentos alguns são mais comuns e merecem atenção. vamos descrever os principais riscos a seguir para que ao analisar os riscos dos seus investimentos você possa estudá-los:

1. Risco Sistêmico

O risco sistêmico diz respeito a eventos que impactem a economia como um todo - local ou globalmente, podendo afetar mais de um setor. Isso causa bastante instabilidade e compromete até operações que são consideradas mais seguras.

2. Risco de Crédito

Esse é o risco mais conhecido pelos investidores e significa o risco de não ocorrer o pagamento do rendimento de uma aplicação, isso pode ocorrer por diversas razões variando conforme o ativo específico.

3. Risco de Mercado

Risco de mercado é o maior vilão da renda variável, esse é o risco de você não receber a rentabilidade esperada por motivos de volatilidade de preços.

4. Risco de Liquidez

Esse é o risco de você não conseguir se desfazer de um ativo, é de fácil controle então deve-se manter atenção para não ser prejudicado.

5. Risco Operacional

O risco operacional é quando um ativo pode ser prejudicado pela sua operação. Ocorre principalmente em empresas e instituições ee podem ter diversas causas. Seu estrago pode ser grande mas é evitado pela análise constante de informações que permitem a visualização de sintomas que possibilita a decisão da melhor saída.

6. Risco Legal

Esse é um dos riscos mais complexos pois está ligado a fatores externos. É o risco de uma mudança na legislação afetar o desempenho do investimento. 

7. Risco Exterior

Esse é o risco de que problemas de outros países acabem por afetar o rendimento do seu ativo. É importante estar atento à conjuntura do investimento e assim saber o que pode vir a afetar seu dinheiro.

Qual a importância da gestão de riscos nos investimentos?

Tendo em vista os riscos citados acima a resposta dessa questão é fácil e iminente. Uma gestão de riscos bem feita pode evitar grandes perdas de valores e também identificar oportunidades em que o risco é tolerável em comparação ao retorno esperado.

Gerir riscos não é só sobre evitá-los, mas sobre analisar e tratar, o que pode significar inclusive se expor a certos riscos, com cuidado e atenção.

Como fazer uma boa gestão de riscos ao investir?

Uma boa gestão de risco nos investimentos deve levar em consideração diversos fatores, dentre eles seu perfil de investidor, entender qual seu perfil irá permitir que você não se exponha a riscos desnecessários.

Outro fator importante é manter um estudo constante dos ativos que você está exposto, entender o funcionamento da aplicação facilita a visualização de ameaças e oportunidades.

Sabendo do seu perfil e compreendendo sua tolerância o próximo passo é identificar os riscos dos investimentos e definir sua estratégia de como lidar com eles. 

A estratégia pode variar desde a não exposição a uma diversificação e alocação de patrimônio com auxílio de profissionais. O ideal é que você entenda bem do seu ativo para poder tomar as suas decisões.

Para aprender mais sobre investimentos não deixe de nos acompanhar nas redes sociais e ver nossos conteúdos de educação financeira na seção de artigos e no blog!


Você também pode gostar desses artigos

library_booksTodos os artigosVoltar para o topo