Os Axiomas de Zurique: resenha do livro

O livro Axiomas de Zurique, muito comentado no mercado, foi escrito por Max Gunther. Ele trata de conceitos comportamentais frente aos investimentos. Há, no livro, 12 axiomas principais e outros 16 secundários que, supostamente, todos foram seguidos pelos banqueiros suíços.

Os axiomas teriam sido praticados por um tipo de clube de investimentos, e de tanto serem utilizados, transformaram-se em verdades incontestáveis. Tornaram-se axiomas. É claro que, os axiomas não lançam mão de verdades absolutas, mas são premissas interessantes.

Abaixo serão apresentados todos os axiomas e seus significados, todos com base nas explicações do autor.

Fique com a gente nesse artigo, Yubber!

1º Grande Axioma: DO RISCO 

Preocupação não é doença, mas sinal de saúde. Se você não está preocupado, não está arriscando o bastante. Isso quer dizer que, para conseguir grandes ganhos, deve-se tomar risco. Mas essa ação, porém, gera preocupações.

1º Axioma Menor: só aposte o que valer a pena

O livro fala que a frase “só se deve apostar o que se possa perder” é um clichê, e que, na verdade, devemos investir pensando em grandes retornos, mesmo que isso implique em correr maiores riscos.

2º Axioma Menor: resista à tentação das diversificações

Segundo Max Gunther, a diversificação pode afetar seus esforços para ficar rico. Uma frase presente nesse axioma menor é: “ponha todos os seus ovos no mesmo cesto, e tome conta dele”, o que significa que é mais fácil tomar conta de um, ou de poucos cestos, do que de uma dúzia dele.

2º Grande Axioma: DA GANÂNCIA 

Identifique o lucro sempre cedo demais. O autor diz que nossa ganância é tão entranhada em nossas almas que arrancá-la é tão difícil quanto mudar a cor de nossos olhos. Então, o que devemos fazer é dominar a ganância, e não querer lucrar até o último centavo do investimento.

3º Axioma Menorentre no negócio sabendo quanto quer ganhar; quando chegar lá, caia fora. 

Esse axioma menor tem o intuito de suportar o axioma maior, pois sabendo quanto quer ganhar, o risco de se render à ganância é menor.

3º Grande Axioma: DA ESPERANÇA 

Quando o barco começar a afundar, não reze. Abandone-o. Você nunca navegará somente em mar de rosas. Entenda que progresso também se resulta de decisões tomadas quando a maré se volta contra. Não abrace a esperança com o intuito de que ela te salve. Reconheça perdas.

4º Axioma menor – aceite as pequenas perdas com um sorriso, como fatos da vida. Espere incorrer em várias enquanto espera por um grande ganho. 

Crie o hábito de aceitar pequenas perdas. Pequenas perdas, inclusive, são uma forma de proteção, pois se existe o hábito de aceitar pequenos prejuízos, o risco de se “machucar gravemente” é mitigado.

4º Grande Axioma: DAS PREVISÕES 

O comportamento do ser humano não é previsível. Desconfie de quem afirma que conhece o futuro. Ninguém tem ideia do que vai acontecer na semana que vem, nem sequer no dia seguinte. Dito isso, largue o vício de dar atenção a previsões que são, na verdade, imprevisíveis.

5º Grande Axioma: DOS PADRÕES 

Até começar a parecer ordem, o caos não é perigoso. Não existe fórmula para ficar rico, embora todo mundo tente encontrá-la. O universo dos investimentos não possui padrão. 

Talvez, em algum momento, pareça existir um padrão, mas não se engane, eles não existem, não constituem de base sólida sobre a qual se possa erguer um plano. Quanto mais padrões você achar ter encontrado, mais errado estará.

5º Axioma menorCuidado com a Armadilha do Historiador

Essa é uma ilusão de ordem, que tem como base a crença de que a história se repete, portanto, não significa que, só porque um fato aconteceu, ele acontecerá de novo, e mesmo que tenha acontecido mais de uma vez, não significa que existe um padrão.

6º Axioma menorCuidado com a Ilusão do Grafista.

 Como uma extensão do axioma menor anterior, aqui ele diz que fazer gráficos para prever padrões é ineficaz.

7º Axioma menor – Cuidado com a Ilusão da Correlação e a Ilusão de Causalidade

O ser humano, em busca de refúgio, pode se perder em um mundo de fantasia. Tendemos a criar relações de causa e feito para tudo, a fim de buscarmos a ordem. Cuidado.

8º Axioma menor – Cuidado com a falácia do Jogador

Aqui, trata-se de outra ilusão. Não se apoiei em eventos casuais pensando que eles estão ao seu favor. Não só de ganho viverás.

6º Grande Axioma: DA MOBILIDADE 

Evite criar raízes. Elas dificultam seus movimentos. É confortável ter raízes, pois elas criam um sentimento de pertencimento. Sob alguns aspectos, isso faz sentido, como família, amigos, etc, mas no mundo dos investimentos, não. 

Quanto mais procurar estar cercado pelo antigo, conhecido e confortável, quando relacionado a sua vida financeira, menor será o seu sucesso como investidor.

9º Axioma Menor – Numa operação que não deu certo, não se deixe levar por sentimentos como lealdade ou saudade

Se perceber que o investimento começou a desabar, saia.

10º Axioma menor – Jamais hesite em sair de um negócio se algo mais atraente aparecer à sua frente

Se depois de análises minuciosas você perceber que um negócio é mais atraente que outro, tome a decisão de sair do atual. Jamais se apegue a coisas, somente a pessoas. 

7º Grande Axioma: DA INTUIÇÃO 

Só confie num palpite que possa ser explicado. Um palpite é parte de uma sensação. É um conteúdo que possui mistério e que não chega a ser conhecimento. 

Quando você tiver algum palpite, se pergunte se ele pode ser explicado. Quando você encontra um embasamento para ele, a chance de errar é menor.

11º Axioma Menor – Jamais confunda palpite com esperança. 

Quando algo é muito desejado, é facílimo passar a acreditar que tal fato acontecerá. Portanto, se torna comum palpites infundados se tornarem esperanças infundadas.

8º Grande Axioma: DA RELIGIÃO E DO OCULTISMO 

É improvável que, entre os desígnios de Deus para o Universo, se inclua o de fazer você rico.

12º Axioma MenorSe astrologia funcionasse, todos os astrólogos seriam ricos.

13º Axioma Menor – Não é necessário exorcizar uma superstição. Podemos desfrutá-la, desde que ela conheça o seu lugar. 

Todos nós tendemos a carregar uma superstição, mas desde que elas não influenciem sua vida, está tudo bem acreditar no que quiser.

9º Grande Axioma: DO OTIMISMO E DO PESSIMISMO 

Otimismo significa esperar o melhor, mas confiança significa saber como se lidará com o pior. Jamais faça uma jogada apenas por otimismo. 

Confiança nasce do uso construtivo do pessimismo. Antes de colocar seu dinheiro em um negócio, pergunte-se como se safará se tudo der errado. Com isso bem resolvido, já terá em mãos algo mais que o mero otimismo.

10º Grande Axioma: DO CONSENSO 

Fuja da opinião da maioria. Provavelmente está errada. É natural que acreditemos na maioria, mas resista à manada.

14º Axioma Menor – Jamais embarque nas especulações da moda. Com frequência, a melhor hora de comprar alguma coisa é quando ninguém a quer. 

A pressão da opinião majoritária perturba as pessoas, principalmente quando diz respeito às questões de “em que” e “quando” investir. Saiba pensar com sua cabeça.

11º Grande Axioma: DA TEIMOSIA 

Se não deu certo da primeira vez, esqueça.

15º Axioma Menor – Jamais tente salvar um mau investimento fazendo “preço médio”.

12º Grande Axioma: DO PLANEJAMENTO 

Planejamentos de longo prazo geram a perigosa crença de que o futuro está sob controle. É importante jamais levar muito a sério seus planos de longo prazo, nem os de quem quer que seja. Um planejamento de longo prazo é uma ilusão de ordem para toda a vida.

16º Axioma MenorFuja de investimentos de longo prazo

Não confie cegamente em um futuro que não se pode enxergar. As coisas mudam. Caso invista no longo prazo, faça reavaliações constantes.

Conclusão

O livro, como observado, não trata de técnicas de investimentos, mas sim de comportamentos a serem construídos.

Existem críticas quanto alguns dos posicionamentos. Há quem se identifique, há quem não. Lembre-se de que os axiomas que Max Gunther apresentou não é uma verdade absoluta, por isso, conheça seu perfil e absorva o que faz sentido para você.

E aí, Yubber, o que você achou dos axiomas abordados no livro? Fazem sentido para você?


Você também pode gostar desses artigos

library_booksTodos os artigosVoltar para o topo