Qual é a diferença entre renda ativa e passiva?

Renda ativa e passiva: os nomes já dizem bastante a respeito desses dois conceitos. A grande diferença entre eles está na forma com que os rendimentos são pagos.

Ou seja, a ativa sempre envolve uma força de trabalho para gerar valor. Na forma passiva, isso acontece de maneira automática.

Viver de renda passiva é um sonho de muitas pessoas e a maioria pensa que essa realidade é quase impossível. Não é mesmo um caminho fácil, mas não é tão difícil quanto se pensa.

Essa estratégia requer muito planejamento e foco no longo prazo, pois os resultados não aparecem da noite para o dia.

Mas, antes disso, a renda ativa deve ser encarada como a principal fonte de recursos para que investidores possam buscar essa independência financeira. Exceto às regras da fortuna, quando premiações de dinheiro ou recebimentos de heranças podem resolver qualquer matemática.

Na modalidade ativa, a remuneração é paga por uma força de trabalho. Normalmente é feita por salário, vendas, comissões, honorários e outras formas de pagamento que envolvem uma troca.

Já na forma passiva, os ganhos são recebidos sem que a pessoa precise atuar de forma direta. Ou seja, os rendimentos acontecem automaticamente com a valorização ou pagamento de algum uso de um bem.

Isso pode acontecer por meio dos investimentos que pagam juros ou por meio do recebimento de aluguéis, retiradas de lucro, direitos autorais, dividendos e outros.

Quais as vantagens e desvantagens da renda passiva e ativa?

As duas formas de receita têm suas vantagens e desvantagens. Por isso, na maioria dos casos, o ideal é possuir ambas. A não ser que os ganhos da renda passiva sejam suficientes para manter toda sua sobrevivência - e você esteja satisfeito com isso.

Mas para que isso aconteça, você precisaria de um grande montante de dinheiro. Sim. A grande desvantagem da renda passiva é que ela exige um grande volume de capital para que os ganhos garantam uma independência financeira da renda ativa.

Pensando nisso, é muito importante não esquecer que, na maioria dos casos, a renda ativa corresponde à sua principal fonte para conseguir recursos para sua sobrevivência.

Por conta disso, é ela quem ocupa a maior parte do orçamento, visto que o potencial de rendimento vai depender do seu tempo e do trabalho. Ou seja, a grande desvantagem é que esse tipo de receita depende das suas condições físicas e do seu tempo.

Ou seja, o ideal é tornar essas duas fontes de recursos de forma complementar - ou pelo menos por um grande espaço de tempo. Fazendo desse jeito, é possível planejar uma aposentadoria onde a renda passiva se torne predominante e até independente.

A não ser, é claro, que você receba uma grande fortuna premiada ou herança que possibilite seu orçamento a viver dos juros desse vultoso montante de dinheiro. Mas, cá entre nós, a possibilidade disso acontecer é sempre muito pequena.

No entanto, é possível construir um patrimônio grande aos poucos. Por isso, é preciso muita disciplina e planejamento. Com foco no longo prazo, existem várias possibilidades de investimento para um futuro onde a renda passiva seja maior do que a ativa.

No Yubb, você encontra vários tipos de investimento focados no longo prazo e que podem garantir boas rentabilidades no longo prazo. Além disso, nosso blog e nossa área de artigostêm muito conteúdo e dicas para que você possa construir esse planejamento financeiro.


Você também pode gostar desses artigos

library_booksTodos os artigosVoltar para o topo