O que é investidor profissional?


O mercado financeiro é repleto de termos e classificações, conhecer cada uma delas pode abrir portas para seus investimentos e levar sua rentabilidade a novos patamares.

Com a chegada de diversos influencers digitais no mundo das finanças esse termo passou a fazer parte do “currículo” de muitos famosos investidores e despertou a curiosidade das pessoas que estão conhecendo agora o mercado e suas nomenclaturas.

O investidor profissional é muito mais que só um título, essa classificação de investidor pode abrir novas possibilidades de investimentos, porém, isso traz novos riscos e para que você entenda tudo desse conceito o Yubb preparou esse artigo completo, leia e confira.

O que você precisa saber sobre investidor profissional:

  • O que é investidor profissional?
  • Como você pode ser tornar investidor profissional?
  • Vantagens e desvantagens de se tornar Investidor Profissional

O que é investidor profissional?

Investidor Profissional é uma das categorias de investidores criadas pela CVM como forma de garantir segurança para o investidor ao acessar produtos no mercado financeiro. 

O investidor profissional está no topo das categorias de investidores da CVM, isso significa não que ele tenha mais importância dentro do mercado mas que ele possui maior conhecimento técnico ou capacidade financeira satisfatórios de forma a respaldar seu acesso a investimentos.

Muitos ainda confundem o investidor profissional com o investidor qualificado, mas são categorias diferentes, vale a pena conhecer cada uma.

Algumas características são necessárias para classificar um investidor como profissional:

  • ter pelo menos R$ 10 MILHÕES de reais em aplicações financeiras, isso vale para pessoas físicas e jurídicas - mas não é em patrimônio, é em investimentos. 

Parece muito não é? Parece longe de ser alcançado? Mas calma, esse não é o único jeito de ser um investidor profissional.

Também são considerados investidores profissionais:

  • Agentes autônomos de investimento, em relação a seus recursos próprios;
  • Administradores de carteira, em relação a seus recursos próprios;
  • Analistas e consultores de valores mobi.liários autorizados pela CVM, em relação a seus recursos próprios

Mas, por que os ocupantes dessas categorias podem ser considerados investidores profissionais? Bem, para fazer parte dessas categorias esses investidores fizeram provas de conteúdo técnico sobre mercado e foram aprovados e certificados, dessa forma a CVM garante que eles possuem conhecimento suficiente sobre os diversos tipos de suficientes.

Também são considerados investidores profissionais:

  • instituições financeiras e demais instituições autorizadas a funcionar pelo Banco Central do Brasil;
  • companhias seguradoras e sociedades de capitalização;
  • entidades abertas e fechadas de previdência complementar; 
  • fundos de investimento;
  • clubes de investimento, desde que tenham a carteira gerida por administrador de carteira de valores mobiliários autorizado pela CVM; 
  •  investidores não residentes - pessoas físicas ou jurídicas com sede no exterior e investem no país.

Ser considerado investidor profissional é o que garante acesso a certos tipos de investimentos que são restritos a essa categoria pela CVM como forma de proteger os investidores em geral de aplicações que não conheçam todos os riscos envolvidos.

Como se tornar um investidor profissional?

Vamos começar pelo jeito simples caro leitor: caso você tenha R$ 10 milhões de reais em aplicações financeiras, você deve solicitar a sua corretora o termo que atesta a condição de investidor profissional e comprova a posse do montante aplicado necessário. 

Devido ao grande valor, muitos investidores profissionais são empresas com foco na gestão de recursos financeiros como fundos de investimento.

Caso não possua esse montante aplicado mas deseje se tornar investidor profissional você pode se certificar em uma das categorias validadas pela CVM: CGA - Certificação de Gestores ANBIMA, AAI - agente autônomo de investimento, analista e consultor de valores mobiliários e mediante esse conhecimento técnico, fazer jus a classificação.

Vantagens e desvantagens de se tornar um investidor profissional

As vantagens de se tornar um investidor profissional estão no acesso a alguns produtos que não são liberados para o público em geral, dessa forma os investimentos ficam mais diversificados e com maiores possibilidades de rentabilidade. 

Todavia as desvantagens se encontram nos riscos das aplicações que você poderá estar se expondo e ainda na sua própria responsabilidade sobre esses ativos já que ao se declarar investidor profissional você atesta ciência da sua capacidade ao escolher aplicações para alocar seu patrimônio.


Já está pronto para ser um investidor profissional? Se ainda não for o caso não se preocupe, o mercado financeiro tem espaço para todos os perfis, e com o tempo e estudos seus investimentos vão te dar retorno!

Para mais conteúdos navegue na nossa parte de artigos e não deixe de conhecer também mais do Yubb e como podemos ajudar você a investir melhor!


Você também pode gostar desses artigos

library_booksTodos os artigosVoltar para o topo