O que é P/VPA?

Os investidores que têm como objetivo o longo prazo, usam a chamada "Análise fundamentalista". Dentro dela, é possível encontrar diversos indicadores, que isolados não dizem muita coisa, mas juntos, podem ajudar o investidor a escolher a melhor ação para investir. Entre esses indicadores, existe o P/VPA. Mas o que é o P/VPA e como ele pode colaborar para que você faça a melhor escolha?

O P/VPA é um indicador utilizado para avaliar determinado ativo e saber se uma empresa está muito ou pouco valorizada em relação ao seu patrimônio. Através dele, é possível entender quanto os investidores estão sujeitos a pagar pelo patrimônio líquido da companhia.

Sua sigla significa Preço sobre o Valor Patrimonial por ação, ou seja, é uma conta em que o investidor usa o valor da empresa em bolsa e divide pelo patrimônio líquido. 

Antes de qualquer coisa, é necessário saber o que é o patrimônio líquido de uma empresa. Para chegar nesse valor, é necessário subtrair o ativo (bens, direitos e valores) de uma companhia, pelo passivo (obrigações financeiras ou dívidas).

Não é necessário que você faça essa conta, é possível encontrar esse valor no site de RI da empresa, ou em sites que disponibilizam informações sobre a instituição, como aqui no Yubb. 

Mas é interessante saber de onde vem esse número, para entender melhor sobre a companhia em que pretende investir. Afinal, se o valor passivo da empresa está alto, significa que ela tem muitas obrigações a pagar. 

E por que ela tem tantas obrigações? Nos relatórios trimestrais, normalmente existe uma explicação para isso, como aquisições de novas companhias, mas também pode ser uma má gestão. Então, é importante ficar atento(a).

Como calcular P/VPA?

Essa é uma conta bem simples e prática de fazer. A fórmula é a seguinte:

Preço da ação / Valor patrimonial por ação

Ou seja, preço da ação dividido pelo valor patrimonial por ação.

Primeiro, tenha em mãos o valor do ativo no momento e o seu VPA. Para calcular o VPA, é necessário fazer a conta: Patrimônio líquido / ações disponíveis no mercado. 

Feito isso, é hora de calcular o P/VPA. Vamos para um exemplo prático, lembrando que não é uma indicação de investimento, apenas uma forma de ilustrar o cálculo.

O Itaú (ITUB4) tem um patrimônio líquido de R$ 143.517.000.000 e o número de papéis disponíveis no mercado é de 9.804.135.348. Dividindo o patrimônio líquido, pelo número de papéis, teremos o VPA de 14,64.

Agora que temos o VPA, é possível fazer o cálculo do P/VPA.

O valor da ação (no dia de hoje 10/07/2020) é de R$ 27,20. Portanto a conta será: 27,20 / 14,64 = 1,85. 

Então o P/VPA do Itaú (ITUB4) é de 1,85. Ou seja, o Itaú está valendo mais que seu patrimônio líquido.

Lembrando que esse valor é correspondente ao dia em que a conta foi feita, considerando a variação de uma ação, esse resultado é alterado constantemente. 

E ele pode ser usado pelo investidor para entender quanto o mercado está pagando pela empresa e se vale a pena aplicar naquele ativo. 

Importante:

  • P/VPA menor que 1 = empresa está valendo menos que seu patrimônio líquido (a ação está “barata”)
  • P/VPA maior que 1 = empresa está valendo mais que seu patrimônio líquido (a ação está “cara”)
  • P/VPA igual a 1 = empresa está valendo exatamente igual ao seu patrimônio líquido

Pode tanto ser um indicador para não comprar, quanto para aproveitar uma "oferta". Mas para saber disso, é necessário que você avalie outros indicadores financeiros e saiba um pouco sobre a companhia, assim, estará mais seguro(a) do seu investimento.

Você também pode gostar desses artigos

library_booksTodos os artigosVoltar para o topo