Same Stores Sales (SSS): o que é e como funciona?

O termo em inglês, Same Store Sales (SSS), pode ser traduzido como “vendas nas mesmas lojas”. Essa métrica financeira é usada para representar o montante de vendas que uma empresa teve entre um conjunto de lojas que já funcionavam no passado. Ou seja, a abertura de novas unidades e suas respectivas receitas não entram nessa conta.

Esse indicador é muito importante para a comparação de produtividade em companhias do varejo. Geralmente, essas informações são divulgadas nos relatórios financeiros trimestrais.

O objetivo é entender como a instituição se comportou para gerar novas receitas, usando como base sua mesma estrutura anterior.

Como é sempre uma comparação, muitas vezes pode ser difícil encontrar dados que consolidam cenários mais longos, maiores que um ano, por exemplo. Ainda assim, dentro desse período, é possível estabelecer parâmetros de produtividade e comportamento da receita.

Same Store Salles na prática

Uma empresa que vende sapatos possui 50 lojas em janeiro de 2020. Oito meses depois, a companhia expandiu sua rede para 53 lojas. No acumulado do ano, a receita aumentou de R$ 1 milhão para R$ 1,2 milhão.

Se olharmos os dados dessa forma, podemos acreditar que esse crescimento se concretizou pela chegada das novas lojas.

É nesse momento que o “Same Store Sales” pode ajudar a desvendar qual o motivo que levou a esse aumento de receita.

Continuando na hipótese: se excluídas as vendas dessas novas unidades, a receita da empresa ficou em R$ 1,16 milhão.

Nesse cenário, as 50 lojas mais antigas foram responsáveis por um crescimento de 16%. O outro percentual foi gerado pela abertura das outras unidades.

Ainda assim, no comparativo, podemos fazer uma outra dedução entre esses dois grupos. Quanto à produtividade, se dividirmos o total de receita pelo número de lojas, o grupo mais antigo teve média mensal de R$ 1.933,34. Enquanto o conjunto mais novo, nesses seis primeiros meses de vida, vendeu em média R$ 2.222,23.

Ou seja, em apenas quatro meses, o impacto de apenas três lojas fez com que a receita anual aumentasse 4%.

É claro que esses dados entre lojas de uma mesma empresa muitas vezes não são divulgados dessa forma. Mas esse exemplo mostra o poder que esse indicador tem para demonstrar resultados e comparar realidades.

Qual a importância do SSS para os investidores?

A grande relevância desses dados para o mercado financeiro é sobre o comprometimento que a empresa tem em aumentar sua capacidade de gerar mais receitas usando os mesmos recursos.

Isso porque não basta que uma instituição aumente de tamanho, tenha mais lojas e mais fontes de receita. Na ponta do lápis, as receitas são registradas em somente um balanço financeiro. Ou seja, na maioria das vezes, as vendas são quem alavancam os lucros.

Nesse sentido, a expansão deve ser vista de maneira conjunta com outros fatores. De modo geral, é aconselhável que as instituições aumentem suas fontes de receitas de forma proporcional com o crescimento das vendas.


Você também pode gostar desses artigos

library_booksTodos os artigosVoltar para o topo