À prova de fogo

Momento decisivo para criptomoedas

evento online e gratuito 4 a 7 de Julho às 19h

Inscreva-se

Índice de Sustentabilidade Empresarial: o que é o ISE?

O Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) serve para comparar as empresas listadas na B3 sob o aspecto da sustentabilidade corporativa.

O indicador foi criado em 2005 e, no início, era financiado pela International Finance Corporation (IFC), braço financeiro do Banco Mundial. Sua metodologia foi desenhada por meio de uma parceria entre a B3 e a Fundação Getulio Vargas (FGV).

Assim como as pessoas físicas, as empresas também têm compromisso com práticas sustentáveis na sociedade. O objetivo do ISE é justamente induzir as organizações a essas práticas. Para isso, ele mostra ao investidor como algumas companhias atuam no sentido de responsabilidade ambiental, social e governança corporativa voltada à sustentabilidade.

Vamos conhecer um pouco mais sobre os fundamentos desse índice e, também, saber como tem sido o seu desempenho na bolsa. Acompanhe!

O que é preciso para que uma empresa participe do ISE?

Primeiramente, ela deve estar entre as detentoras das 200 ações de maior liquidez na B3. Satisfeito esse critério, a empresa deve responder a um questionário e apresentar alguns documentos.

O questionário do ISE, elaborado pela FGV, contempla sete dimensões:

  • econômico-financeira;
  • geral;
  • ambiental;
  • social;
  • governança corporativa;
  • mudanças climáticas;
  • natureza do produto.

O questionário é bastante amplo, e tem foco especial no meio ambiente. Nesse sentido, as perguntas são elaboradas considerando o segmento de mercado em que a empresa atua. Dessa forma, conseguem abordar todos os possíveis impactos ambientais de sua atividade.

Cerca de 40 companhias formam o índice, e a carteira do ISE é renovada todo ano.

Histórico de rentabilidade do ISE

Desde que foi criado, em 2005, o ISE subiu mais do que o Ibovespa e, também, teve menor volatilidade. Sua rentabilidade acumulada é de 294,73%, enquanto o Ibovespa teve alta de 245,06%.

Quando à volatilidade, o indicador de sustentabilidade apresentou 25,62%, contra 28,10% do Ibovespa. Esses dados são da bolsa de valores e consideram a base de fechamento em 25 de novembro de 2020.

Pode-se dizer que o ISE é um benchmark dos investimentos sustentáveis do mercado.

Empresas que participam atualmente do ISE

A última carteira do ISE foi anunciada em primeiro de dezembro de 2020, e terá vigência de 4 de janeiro a 30 de dezembro de 2021. Ela reúne 36 empresas de 15 setores que, juntas, possuem R$ 1,8 trilhão em valor de mercado. São elas:

  • AES Tiete
  • Cielo
  • Engie
  • Lojas Renner
  • Petrobras
  • B2W
  • Copel
  • Fleury
  • M. Dias Branco
  • Petrobras Distribuidora
  • Banco do Brasil
  • Cosan
  • GPA
  • Marfrig
  • Santander
  • Bradesco
  • CPFL
  • Itaú Unibanco
  • Minerva
  • Suzano
  • BRF
  • Duratex
  • Itaúsa
  • Movida
  • Telefônica
  • BTG
  • Ecorodovias
  • Klabin
  • MRV
  • TIM
  • CCR
  • EDP
  • Light
  • Natura
  • Weg
  • Cemig
  • Eletrobras
  • Lojas Americanas
  • Neoenergia 

(Fonte: Valor Investe – 01/12/2020) 

Segundo a B3, das 78 empresas inscritas em 2020, 45 foram elegíveis para formarem o índice. Isso representa uma alta de 69% em relação a 2019, quando 46 companhias se inscreveram e 36 foram selecionadas. 

Deu para entender como funciona o ISE? Gostaria de saber mais sobre sustentabilidade no mercado financeiro? Deixe aqui os seus comentários!

Você também pode gostar desses artigos

library_booksTodos os artigosVoltar para o topo