Bolha de tecnologia: será que as ações das tech vão estourar?

As ações de tecnologia viraram queridinhas de muitos investidores desde a virada do século quando a internet ganhou ainda mais protagonismo no processo de globalização.

Desde esse período ações de empresas de tecnologias não param de subir estando sempre entre as mais valorizadas no mercado.

Alguns nomes são bastante conhecidos no dia a dia da população em geral, outras estão um pouco mais à margem do conhecimento de todos, mas impactam na vida de milhares de pessoas e geram lucros exponenciais.

A tecnologia mudou a forma do mundo se relacionar aproximando mercados e criando novas formas de negócio ampliando resultados. A crise gerada pela pandemia de coronavírus mostrou ainda mais o quanto a sociedade é dependente dessas empresas no modo de vida do século XXI.

Quando olhamos para o mercado financeiro vemos que o desempenho dessas empresas é algo extraordinário e exponencial, empresas que em menos de 10 anos já multiplicaram seu capital em mais de 5 ou 10 vezes, algumas até mais.

Muitos investidores que apostaram nesse tipo de negócio ficaram ricos ou multiplicaram suas fortunas, mas a grande dúvida é: até onde esse movimento vai? Esse crescimento não já está esticado demais? Vivemos uma bolha da tecnologia? Essa bolha vai estourar? 

São várias perguntas e vários fatores devem ser observados para chegarmos a uma conclusão.

As empresas de tecnologia não estão esticadas demais?

Os altos valores de mercado atuais de empresas de tecnologia assustam que não conhece de bolsa ou mesmo desse modelo de negócio:

  • Apple – mais de US$ 2 trilhões de dólares de valor de mercado (maior que o PIB - Produto Interno Bruto do Brasil)
  • Microsoft – mais de US$ 1 trilhão de dólares 
  • Tesla – mais de US$ 500 bilhões de dólares 
  • Facebook – mais de US$ 500 bilhões de dólares
  • Alphabet – Google mais de US$ 1 trilhão de dólares
  • Amazon - mais de US$ 1 trilhão de dólares 

Os valores estão aproximados por variarem conforme a volatilidade de mercado.

Essas entre outras dezenas de empresas de tecnologia apresentam valorização de mercado impressionantes e que aquecem esse questionamento.

Como principais símbolos dessa “onda de tech” observar certas características de mercado e de negócio dessas empresas nos permitem um olhar sobre a situação como um todo.

Modelos de negócios diferentes

Apesar de englobarem diversas empresas como “de tecnologia” devemos destacar que os modelos de negócio dessas empresas são bastantes distintos e isso faz com que restringir todas dentro de uma única bolha seja algo incorreto. 

Algumas dessas empresas possuem muitos anos de funcionamento e esses resultados apesar de amplificados atualmente são reflexos de anos de bons desempenhos. Outras são empresas recentes e que sua precificação realmente está definida por uma expectativa de desempenho futuro.

O que não pode ser deixado de lado é que o mercado trabalha com a precificação também desses eventos futuros, buscando antecipar movimentos positivos ou negativos. A chamada bolha da tecnologia possui defensores que são vistos por outros investidores como pessoas que ficaram de fora do crescimento atual dessas empresas.

Como saber se as ações das empresas de tecnologia vão estourar?

Apesar de existirem as duas correntes atuais, que defendem uma bolha de tecnologia e outras que tratam esse movimento como fruto de um novo comportamento mundial, nos ciclos econômicos não é possível saber ao certo quando um ativo irá ou não estourar, ou seja, perder seu valor de mercado. 

Assim, a melhor forma de se proteger desse tipo de evento é tendo uma carteira de ativos bem diversificada.

Com a diversificação de carteira é possível se expor a essas empresas de valorizações astronômicas de forma prudente, não concentrando demais seus investimentos em poucos ativos.

Além disso, é essencial que você entenda o modelo de negócio da empresa. Investir sem conhecer como a empresa funciona ou ganha dinheiro e sem analisar os indicadores de uma empresa representam bastante risco de em caso de essas ações estourarem você está estre os que perdem dinheiro.


Você também pode gostar desses artigos

library_booksTodos os artigosVoltar para o topo