Blockchain: o que é e como funciona?

Você conhece o mundo das moedas virtuais? Pois bem, caso sua resposta tenha sido não, você está no lugar certo.

É importante que qualquer investidor conheça o mercado das moedas virtuais e principalmente como funcionam! 

Por isso, esse artigo reservou os seguintes tópicos:

  • O que é blockchain?
  • Como é feito o armazenamento de dados?
  • A formação da rede
  • Validação da transação

O que é blockchain? 

Blockchain pode ser considerada como uma tecnologia do mercado das moedas virtuais.

Ela nada mais é do que um livro contábil que realiza o registro de uma transação de moeda virtual.

Dessa forma, o registro fica confiável e imutável.

A blockchain realiza o registro das seguintes informações: 

  • A quantia de moedas transacionadas
  • Quem enviou a quantia
  • Quem as recebeu
  • Qual a data em que foi feita a transação
  • Qual lugar do livro ela está registrada

Isso mostra ainda mais que a transparência é uma das principais características da blockchain.

Além do que, é válido ressaltar que a moeda virtual mais famosa envolvida nessas negociações e no mercado das moedas virtuais em si, é o famoso Bitcoin.

Como é feito o armazenamento de dados?

As informações são armazenadas em um grupo de transações em diferentes blocos.

Cada bloco é marcado com um registro de tempo e data.

Portanto, a cada período de tempo é formado um novo bloco de transações, que se conecta ao bloco anterior, sendo que esse período equivale a 10 minutos no blockchain.

A formação da rede

Os blocos acabam formando uma cadeia de blocos, devido a sua dependência um do outro.

Por isso foi dado o nome Blockchain.

Sendo assim, a tecnologia é perfeita para o registro de informações que precisam de confiança e transparência, como é o caso do bitcoin e de outras criptomoedas.

A rede de blockchain é formada por moradores que conferem e registram as transações no bloco.

Isso só é possível pelo fato dos moradores emprestarem poder computacional para as redes. 

Para incentivar a continuação da colaboração e para que a rede se torne cada vez mais segura e sustentável, eles recebem uma recompensa em criptomoedas. 

A validação da transação

Só é permitido que o minerador adicione uma transação no bloco se uma maioria simples (50% + 1) da rede acabar concordando que aquela transação é legítima.

O nome que foi atribuído a isso é: consenso da rede blockchain.

Já no caso do Bitcoin, o consenso é medido pelo poder computacional.

Ao mesmo tempo, é permitido que se forme duas cadeias de blocos, sendo que o impasse será resolvido quando a rede precisar escolher uma das cadeias.

No final de tudo, ganha aquela cadeia que tiver a maior quantidade de trabalho.

Em resumo, a blockchain é um livro contábil público, que registra todas as transações de moeda virtual em uma cadeia de blocos, nas quais qualquer um pode participar.

Portanto, desde que a maioria da rede se mantenha honesta, as informações registradas são confiáveis, imutáveis e transparentes.

Você também pode gostar desses artigos

library_booksTodos os artigosVoltar para o topo