Vale a pena investir em fundos imobiliários?

Já considerou ser dono de um imóvel, mas sem vivenciar toda aquela burocracia que existe, caso decida comprá-lo diretamente, e ainda despender de muito menos dinheiro? Isso é possível através de um fundo imobiliário.

O que é um Fundo de Investimento Imobiliário (FII)?

Um fundo de investimento imobiliário pode ser definido como uma comunhão de recursos advindos de pessoas que investem no mercado imobiliário. Essas pessoas são chamadas de cotistas. Esse fundo comprará participações em imóveis, podendo eles serem shoppings, lajes corporativas, prédios comerciais, centros logísticos e outros papéis do mercado financeiro, sempre atrelados ao mercado imobiliário.

Se você tem cadastro em uma corretora, é possível comprar e vender cotas de um fundo na bolsa de valores, de forma fácil e rápida, sem aquele monte de certidão, reformas e outras documentações, que você teria que lidar caso decidisse por comprar o imóvel diretamente. Mas é claro, não é aconselhável que você faça isso sem uma estratégia e sem conhecer o fundo e sua gestão.

O administrador do fundo, bem como as outras pessoas responsáveis, são especialistas no setor imobiliário, e irão alocar seus recursos de maneira profissional, portanto você não precisa ter conhecimento ou experiência. O que deve ser examinado por você é a estratégia daquele fundo, seus resultados, tal como outras informações relevantes, além de compreender o seu perfil de investidor e estratégia de investimentos.

Imagine que você precise de dinheiro e, para conseguir o montante que deseja, está pensando em vender sua casa. E vamos supor, ainda, que sua necessidade seja apenas de metade do valor que vale a sua casa. Você concorda que o tempo para que essa venda seja concretizada pode ser muito grande? E, óbvio, já que não dá para vender só a metade da casa para conseguir apenas a quantidade de dinheiro que precisa, você terá que se desfazer dela toda.

Então, um outro ponto interessante do FII é justamente ter maior rapidez em comprar ou vender, porque muitas negociações são feitas por dia. Caso você decida se desfazer das suas cotas, não precisará lidar com essa lentidão de mercado. Nesse caso, também, se o seu dinheiro estiver alocado em um FII, você conseguirá realizar uma venda proporcional ao montante que você, de fato, precisa.

Quanto dinheiro eu preciso ter para aplicar em um FII? 

Depende! Cada fundo tem uma cotação diferente e sofre variação a todo segundo, afinal, FII é investimento em renda variável. Mas vou te dar um exemplo.

Neste momento em que escrevo o artigo (em outubro de 2020), o XPML11, que é um FII com foco majoritário em propriedades de shopping, está sendo cotado a R$ 109,64. Isso significa que para você ser dono de um shopping, basta você ter R$ 109,64! Mas existem FIIs com valor para mais e para menos.

Ah, ainda não estou convencido…

Caro investidor, além de tudo o que eu já citei, vem aí mais uma informação que vai te deixar bastante interessado. Comprando cotas de um fundo de investimento imobiliário, você receberá aluguéis mensais. Sim! São distribuídos para os cotistas os aluguéis dos imóveis que fazem parte do fundo.

Você já pensou ser dono de imóveis, sem burocracia, com profissionais gerindo o teu dinheiro e, ainda, recebendo aluguéis mensais?

Para sintetizar todas essas informações acima, abaixo eu destaco as vantagens e desvantagens de investir em FIIs.

Vantagens

  • Diversificação de imóveis (o que traz mais segurança para o investidor);
  • Gestão profissional;
  • Sem burocracia;
  • Liquidez (há fundos com bastante liquidez, não te deixando engessado na hora de comprar ou vender);
  • Compra e venda proporcional ao que você tem e precisa;
  • Recebimento de aluguéis.

Desvantagens

  • Oscilação (afinal, é renda variável);
  • Liquidez (pode ser que alguns fundos tenham uma quantidade menor de negociação, sendo um pouco mais demorado para comprar ou vender, mas com risco menor do que se você tivesse de vender seu imóvel diretamente);
  • Risco de vacância (é quando o imóvel não está ocupado);
  • Risco de inadimplência.

Vale a pena investir?

Com a Selic em sua mínima histórica, os investimentos em renda variável se tornam mais interessantes em termos de rentabilidade, e os FIIs são um deles.

Os fundos imobiliários se mostram bastante interessantes em vários aspectos, mas também apresentam suas contrapartidas.

Antes de decidir por investir, é necessário que você conheça seu perfil de investidor para que sua tomada de decisão seja adequada à sua realidade. E outra coisa muito importante que deve ser feita é analisar a gestão do fundo e as estratégias inerentes à ele.

Você também pode gostar desses artigos

library_booksTodos os artigosVoltar para o topo