Corretagem zero nos investimentos: o que é e onde encontrar?

A taxa de corretagem é o valor cobrado pelas corretoras para fazer operações de investimentos. Nos últimos anos, com o crescimento do mercado financeiro, algumas empresas começaram a zerar algumas tarifas, o que aumentou a concorrência e favoreceu o ambiente para estimular o setor.

As corretoras são empresas intermediadoras entre os investidores e as instituições emissoras dos ativos, sejam elas bancos, tesouro ou bolsa de valores. Uma das formas que elas são remuneradas é por meio dessa taxa de corretagem que geralmente incide sobre o número de operações feitas por um investidor.

Além disso, a corretagem é uma tarifa de responsabilidade das empresas. Ou seja, elas têm a possibilidade de não cobrarem dos seus clientes. Mesmo sem essa taxa, as corretoras arrecadam fundos por meio do spread, multa por saldo devedor ou outros custos de administração.

Há uma tendência global no mundo, onde as empresas que intermediam investimentos estão zerando algumas tarifas. Embora momentaneamente isso reduza a receita, a estratégia é conquistar vários clientes. É considerado um plano de marketing parecido com o dos bancos digitais – que geralmente não cobram taxas de serviços para seus clientes.

No Brasil, a primeira corretora a zerar as taxas foi a Clear em 2018. De lá pra cá, várias outras zeraram ou baixaram suas tarifas. Com mais concorrência, os investidores agora têm mais chances para aumentarem um pouco os seus rendimentos – uma vez que a corretagem pode prejudicar muito os ganhos das transações.

No entanto, essa gratuidade não é uma jogada inocente. Como já mencionamos anteriormente, uma das formas que as corretoras usam para arrecadar fundos é o chamado spread. Esse termo significa a diferença de valores entre venda e compra - e funciona como na lógica de atacado e varejo.

Por meio dessa estratégia, as corretoras compram pacotes de investimento das instituições financeiras por um preço mais barato do que elas vendem a seus clientes. Essa diferença de valores é o chamado spread. Por isso, às vezes a taxa é zero somente porque os ativos já possuem tarifas escondidas no seu custo.

Com a queda da taxa Selic nos últimos anos, muitos investidores migraram para investimentos em renda variável e consequentemente estão usando corretoras para efetuarem esses serviços. Por isso, é importante destacarmos nem todas empresas zeraram todas as tarifas.

Por exemplo, às vezes, a taxa é zero somente para ativos em renda fixa e não para ações. No entanto, os clientes que já estão nesta corretora podem querer negociar ações nesta empresa pois eles já estão acostumados ao uso dessa conta para efetuar suas operações. É nesse momento que as corretoras também podem ganhar dinheiro: oferecendo outros produtos.

Portanto, nada mais importante do que pesquisar antes de fazer qualquer operação. Atualmente, existem muitas corretoras e a concorrência melhorou muito as oportunidades para os investidores. No entanto, como mencionamos, as taxas de corretagem são de responsabilidade das corretoras. Ou seja, é importante ficar atento, pois as tarifas podem ser zeradas, como podem voltar a serem cobradas. Ainda assim, é muito importante perceber que a tendência global é que os custos estejam diminuindo em favor de um ambiente mais competitivo para investir.

Exemplos de corretoras que são taxa zero para renda fixa e renda variável:

  • Clear
  • Rico
  • Banco Inter
  • CM Capital (fracionário)

Você também pode gostar desses artigos

library_booksTodos os artigosVoltar para o topo