Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA): tudo sobre esse índice

O IPA foi criado em 1947, sendo inicialmente chamado de Índice de Preços por Atacado e, a partir de 2010, houve alteração em seu nome, passando para Índice de Preços ao Produtor Amplo.

A economia sofreu algumas mudanças em sua estrutura, bem como as formas de comercialização, com isso, o IPA se tornou cada vez mais um índice de preços de venda de produtos em nível de produtor. Por esse motivo a mudança de nomenclatura.

Em 1964, quando foi introduzida a correção monetária no Brasil, o IPA foi escolhido como índice de referência para correção das Obrigações Reajustáveis do Tesouro Nacional (ORTN). Depois passou a ser usado no cálculo da Unidade Padrão de Capital (UPC), parâmetro de reajuste de financiamentos imobiliários.

O que é IPA?

O IPA é um índice de inflação com abrangência nacional, calculado pelo IBRE, órgão vinculado à FGV, com periodicidade mensal, e registra as variações dos preços das mercadorias agropecuárias e industriais nas transações interempresariais nas fases de comercialização anteriores ao consumo final. É possível ver resultados gerais no site do IBRE.

A amostra de produtos do IPA é composta por 481 mercadorias distribuídas em 18 grupos, organizados para medir a evolução de preços segundo o destino que se atribui aos bens componentes tanto para consumo ou para produção. A coleta de preços é realizada nos quinze principais estados do país, sendo eles, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo.

O IGP e o IPA têm em comum a amostra de produtos e o cálculo, diferenciando-se apenas no período de coleta de preços, portanto o IPA se apresenta na mesma versão do IGP, sendo:

  • IPA-10
  • IPA-M
  • IPA-DI

No Índice de Preços ao Produtor Amplo - 10 (IPA-10), o cálculo é feito entre os dias 11 do mês anterior e 10 do mês de referência, e calcula a evolução dos preços de produtos agrícolas e industriais no setor de atacado, representando 60% da composição do IGP-10 (Índice Geral de Preços – 10)

No Índice de Preços ao Produtor Amplo - Mercado (IPA-M), o cálculo é feito entre os dias 21 do mês anterior e o dia 20 do mês de referência, e calcula a evolução dos preços de produtos agrícolas e industriais no setor de atacado, representando 60% da composição do IGP-M (Índice Geral de Preços – Mercado).

No Índice de Preços ao Produtor Amplo – Disponibilidade Interna, o cálculo é feito entre o primeiro e o último dia do mês de referência, e calcula a evolução dos preços de produtos agrícolas e industriais no setor de atacado, representando 60% da composição do IGP-DI (Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna).

Todos os cálculos são feitos a partir de pesquisas do setor, então é atribuído um peso para cada um e, em seguida, calcula-se uma média ponderada.

Como já dito, esse é um índice de inflação, então o objetivo dele é apurar, periodicamente, a inflação dos elementos apresentados.


Você também pode gostar desses artigos

library_booksTodos os artigosVoltar para o topo