O que é ROE e como analisar?

Em português, ROE significa Retorno sobre o Patrimônio Líquido. É um valor obtido por meio da divisão entre lucro líquido e patrimônio líquido.

Esse indicador é importante para entender a rentabilidade de uma empresa sobre o valor de patrimônio dela. É por meio do ROE, por exemplo, que entendemos se a empresa possui a capacidade e eficiência para gerar lucros.

ROE = Lucro Líquido / Patrimônio Líquido

Vale lembrar que o patrimônio líquido é o dinheiro que os acionistas têm na empresa em um determinado período de tempo.

Sendo assim, duas empresas do mesmo setor que apresentam lucros semelhantes, aquela que tiver o menor patrimônio líquido é a que está tendo uma eficiência e produtividade bem superior na geração de lucros.

Pode-se dizer que o ela tem um ROE maior do que a concorrente, por isso o ROE é utilizado para medir qual a eficácia da companhia na geração de seus lucros, através de seu próprio caixa.

Através deste indicador, que é apresentado na forma percentual de rentabilidade da empresa, dá uma margem para o investidor entender quanto esta empresa irá gerar de retorno lucrativo em suas ações.

O que é ROE negativo?

Quando se faz o cálculo do ROE, em certos casos o número atingido pode ser negativo e é importante para o investidor entender o que isso significa.

Uma gestão ruim pode vir a fazer o patrimônio líquido da empresa derreter, fazendo com que, no período determinado, não sejam apresentados lucros, registrando um prejuízo enorme, que representa o ROE negativo.

O problema de um empreendimento ter seu próprio patrimônio corroído é de que o negócio pode estar perto do fim. Inclusive, diversas empresas vão à falência devido a este fato.

Isso é um claro sinal de má gestão, uma vez que a companhia passa a operar dependendo do dinheiro de terceiros (bancos, investidores etc), o que é um risco tremendo para a sobrevivência do negócio.

O que seria um bom ROE?

Acima de qualquer análise, indicador, sugestão, estudo, livros, cursos, gestores, administradores e dentre as mais diversas variáveis que existem no mundo dos investimentos, a coisa mais importante de todas é o lucro.

Empresas e negócios perenes são, acima de tudo, lucrativos. É esse tipo de companhia que vinga no longo prazo, que vão dar um excelente retorno aos acionistas.

Tendo isso em vista, o ROE é uma métrica que tem conexão direta com os lucros, mostrando ao investidor uma referência do retorno esperado pelo que ele investiu.

Para ficar claro, o rendimento é sobre o valor investido de cada acionista. Um ROE chamativo e que mostre um bom retorno sobre o capital investido costuma ultrapassar 10% ao ano.

Para fins demonstrativos, vamos analisar o ROE de duas empresas do mesmo setor: 

  • Banco do Brasil: ROE de 16,30% no últimos 12 meses.
  • Itaú: ROE de 14,44% nos últimos 12 meses.

Vale ressaltar que, como qualquer indicativo, o ROE não deve ser analisado isoladamente.

Mas, nos últimos 12 meses, o banco do brasil conseguiu ser mais produtivo com relação ao seu próprio patrimônio do que o banco Itaú, mas ambos possuem um ROE acima da média do mercado, o que coloca as duas em um patamar de gestão produtiva. 

Agora, basta ao investidor saber analisar e comparar a produtividade das empresas e como elas se comportam ao longo dos anos, para que suas escolhas sejam assertivas e obviamente lucrativas.

Você também pode gostar desses artigos

library_booksTodos os artigosVoltar para o topo