O que é buy and hold? Vale a pena usar essa estratégia?

Buy and hold é um tipo de metodologia que usa a análise fundamentalista para fazer investimentos em ações a longo prazo. Diferente das outras táticas, o objetivo não é só obter ganhos em cima da valorização das ações ao longo do tempo, mas também receber pelos pagamentos de dividendos da empresa investida.

O termo em inglês, “Comprar e segurar”, explica bem como é feito esse tipo de investimento que pode durar até décadas. O foco aqui não é vender ações e sim acumular ativos. Além da valorização ao longo do tempo, os ganhos são feitos com pagamentos de dividendos – que são parcelas de lucro distribuídas para os acionistas de determinada empresa.

O que é a Análise Fundamentalista?

Diferente do Trade que usa análises de relatórios de movimentação, o método Buy and Hold utiliza a metodologia de Análise Fundamentalista. Essa teoria foi criada em 1949 pelo economista inglês Benjamin Grahan – mentor de importantes investidores, como Warren Buffett, um dos mais ricos do mundo atualmente.

Basicamente, esse tipo de estudo analisa as perspectivas de futuro e de desenvolvimento de empresas. Para isso, são levados em consideração os fundamentos daquele negócio, o valor das ações, o histórico de lucro, as margens líquidas, os patrimônios e diversas outras vertentes que definem quais são as perspectivas de investimento para médio e longo prazo.

Além disso, a Análise Fundamentalista acredita que o mercado financeiro tem uma tendência de alta crescente se o período investido for a longo prazo. Ou seja, as ações vão sempre se valorizar ao longo do tempo. No entanto, é preciso escolher os ativos certos para serem comprados pois, obviamente, nem toda empresa vai se valorizar ao longo do tempo.

Buy and Hold é recomendado para qual investidor?

O Buy and Hold é recomendável para todos aqueles que querem investir em ações, mas não querem ficar o dia inteiro olhando o home broker e sofrendo com a volatilidade do mercado. É uma ótima oportunidade para viver de renda no futuro (aposentadoria), por exemplo. 

Mas vale lembrar que é necessário paciência e domínio das teorias fundamentalistas para que os investimentos sejam realizados em empresas que ganham valor de mercado ao longo do tempo – e não de forma aleatória.

Além de conhecer as empresas, é importante entender as tendências do mercado e acompanhar as mudanças tecnológicas. Por exemplo, em períodos de crise, as ações de todas as empresas tendem a cair, inclusive de bons negócios. É nesses momentos de baixa que as estratégias de buy and hold podem ser excelentes alternativas para quem vê potencial de crescimento em um negócio que está momentaneamente em queda, mas que, a longo prazo, os valores vão voltar a crescer.

Com esse método, o investidor tem ainda a possibilidade de reinvestimento por meio dos pagamentos de dividendos que algumas empresas dão, o que facilita ainda mais o modo operacional das movimentações.

Você também pode gostar desses artigos

library_booksTodos os artigosVoltar para o topo