Como funciona um IPO?

Você já se perguntou como é que as ações chegam ao mercado? Pois é por meio do IPO (Initial Public Offering) que isso acontece.

Geralmente os investidores ficam bastante curiosos quando uma empresa anuncia que abrirá seu capital na bolsa.

 O que é IPO?

O IPO, ou oferta pública inicial, como alguns preferem chamar, é um processo no qual as empresas vão ofertar, pela primeira vez, suas ações no mercado primário.

Mercado primário é quando as empresas negociam suas ofertas diretamente com o investidor, ou seja, existe uma relação de empresa x investidor, diferente do mercado secundário, onde os investidores negociam entre eles mesmos.

Geralmente, as empresas que vão buscar recursos no mercado de capitais, já estão em um nível de maturidade maior.

Por que algumas empresas fazem IPO?

Os processos de IPO podem ser muitas vezes dispendiosos e dispõem de uma série de métricas a serem seguidas até que essas ações cheguem ao mercado. Alguns dos motivos que levam as empresas a fazerem uma oferta primária de ações, são:

Busca por recursos: como mencionado, as empresas, provavelmente já estão em um nível maior de maturidade e, com isso, já buscaram por recursos de diferentes formas. Ofertar ações é uma opção interessante, pois a injeção de dinheiro se dá em um volume alto e em curto prazo, oferecendo maior liberdade para que a empresa expanda suas operações.

Transparência com o mercado: quando uma empresa abre capital na bolsa, ela precisa, necessariamente, manter os seus resultados em caráter público, e isso cria uma imagem de confiança e transparência por parte da empresa, pois tais resultados estarão sempre ao dispor do investidor para tomada de decisões.

Remuneração de executivos: é uma estratégia para reter pessoas com alto potencial, pois suas performances podem ser remuneradas também com ações, o que chama a atenção dos profissionais.

Como é feito o processo de IPO?

As principais etapas do IPO, são:

Planejamento: quando as empresas querem abrir o capital na bolsa, costumam se planejar com bastante antecedência, pois o procedimento é demorado, chegando muitas vezes a passar de um ano, e dispendioso, gastando milhões de reais.

Análise financeira: as demonstrações financeiras serão analisadas minuciosamente, pois qualquer divergência poderá sinalizar para o mercado que a empresa não tem credibilidade.

Registro e listagem: é necessário que a CVM (Comissão de Valores Mobiliários) autorize a venda das ações e, para isso, é feita uma solicitação de registro. A empresa também precisa escolher um dos níveis que a B3 oferece, sendo eles: Nível 1, Nível 2 e Novo Mercado. Esses níveis dizem respeito à qualidade da governança corporativa da empresa.

Prospecto: nessa fase, a responsabilidade é levar ao mercado um prospecto preliminar, contendo características da oferta pública, e com a observação de que ainda está em análise pela CVM.

Material publicitário: as instituições participantes do processo irão promover peças publicitárias para que as informações da oferta pública cheguem ao mercado, mas para que isso seja feito, elas precisam seguir uma série de regras que a CVM demanda, inclusive podendo ser feita somente após a fase de apresentação do prospecto preliminar à CVM.

Período de reserva: nos próximos dias os investidores farão seus aportes. Nessa parte de reserva não há desembolso. Para fazer a reserva é preciso que seja informado qual tipo de ordem será:

- Limitada: basicamente é o investidor dizer “quero X quantidade de ações e estou disposto a pagar R$ X reais”;

- A mercado: basicamente é o investidor dizer “quero X quantidade de ações independente do preço”.

IPO: Após todo esse processo, as ações começam a ser negociadas na bolsa de valores.

Considerar se vale a pena ou não entrar em um IPO depende de vários fatores. Algumas pessoas gostam de flipar, que nada mais é do que comprar e vender ações durantes o IPO. Agora, se você quer investir a longo prazo, é preciso que seja feita uma análise mais criteriosa da empresa ofertante.

A título de curiosidade, se você quiser saber sobre os processos de IPO da bolsa de valores, sejam eles já executados ou em andamento, clique aqui para entrar no site da B3.

Você também pode gostar desses artigos

library_booksTodos os artigosVoltar para o topo