Como funciona marcação a mercado no Tesouro Direto?

A marcação a mercado é um mecanismo comum quando tratamos de Tesouro Direto ou fundo de investimentos.

No caso do Tesouro, a marcação funciona como uma atualização diária dos preços de seus ativos.

Isso tem como objetivo fazer com que o investidor saiba quando receberia caso vendesse o título.

Portanto, para que fique mais claro para você como funciona esse mecanismo, esse artigo vai separa os seguintes tópicos:

  • O que é marcação a mercado?
  • Como ela funciona no Tesouro Direto?
  • Vale a pena?

O que é marcação a mercado?

Atualmente no mercado financeiro, milhares de investidores negociam seus títulos públicos ou privados todos os dias.

Para que eles façam isso de uma maneira adequada, é necessário observar a movimentação da taxa de juros.

Os juros são um dos fatores que marcam os seus títulos. Ou seja, o valor do título é corrigido conforme o preço cotado do dia.

Os objetivos da marcação de mercado giram em torno da proteção ao investidor.

Mas também trazem uma variação maior para o valor diário das carteiras.

Como ela funciona no Tesouro Direto?

Como foi dito anteriormente, a taxa Selic é um fator que influencia a marcação de mercado do Tesouro Direto.

Os títulos pós-fixados contam com uma correção diária em seus preços graças a isso.

Nesse caso, a rentabilidade sempre vai ser positiva, devido as taxas de juros sempre positivas no Brasil.

Já os títulos prefixados são aqueles nos quais o valor é corrigido por um indexador como a taxa básica de juros (Selic) ou a inflação (IPCA).

Nesse caso, o investidor vai perceber uma rentabilidade que tem por base em uma taxa que foi definida no momento da aplicação, mais a variação de um desses indexadores.

Se o resgate da aplicação venha a acontecer antes do prazo de vencimento, a rentabilidade pode vir a ser negativa.

Quando a Selic sobe, a rentabilidade aumenta e o preço abaixa.

Quando a Selic cai, a rentabilidade diminui e o preço do título aumenta.

Vale a pena?

A marcação de mercado pode sim ser um mecanismo que vale a pena para diversos investidores.

Entretanto, é muito importante falar que a marcação só vale para aqueles investidores que querem resgatar a aplicação antes do prazo de vencimento.

Para aquele investidor que quer manter a aplicação até o final do prazo, a rentabilidade que irá permanecer é a acordada no momento inicial da aplicação.

Portanto, a marcação a mercado realmente vale a pena apenas para investidores que gostam de realizar operações de curto e médio prazo.

Os investidores que têm objetivos de longo prazo, ainda mais se tratando de títulos públicos do Tesouro Direto não se beneficiam desse mecanismo chamado de marcação de mercado.


Você também pode gostar desses artigos

library_booksTodos os artigosVoltar para o topo