Qual é A Fórmula Mágica de Joel Greenblatt? Resenha do livro

Facilitaria, em uma magnitude absurda, se houvesse alguma fórmula mágica que ensinasse os investidores como comprar as ações certas para investir, concorda? De acordo com Joel Greenblatt, essa fórmula existe. 

Essa fórmula permite ao investidor identificar as melhores opções de investimentos em ações - filtrar um grupo de ações que teriam a capacidade de bater o mercado. 

Adota a premissa de ranquear ações por um determinado conjunto de indicadores fundamentalistas e permite ao investidor avaliar, organizar e identificar as melhores opções de compras de ações.

O sistema que Joel Greenblatt criou se destina a investidores de longo prazo. Vale muito a pena entender seu conceito, e eventualmente aplicar em seus investimentos.

“Escolher ações individuais sem qualquer ideia do que você está procurando é como correr através de uma fábrica de dinamite com um fósforo em chamas. Você pode viver, mas ainda será um idiota.”

Essa é uma das frases de Joel Greenblatt, a qual diz muito a respeito do conceito que lhe trouxe muito sucesso, A Fórmula Mágica.

Ao selecionar empresas a fim de montar sua carteira de investimentos, deve-se observar: o Retorno sobre o Capital (Return on Capital) e o Retorno de Lucro (Earnings Yield).

Para o Retorno sobre o Capital existem algumas formas que podem ser utilizadas: o ROA (Retorno sobre Ativos), ou o ROE (Retorno sobre o Patrimônio Líquido)

Organizando a Fórmula Mágica 

O trama do livro é voltada à Fórmula Mágica, que se baseia em identificar, de modo simples, companhias listadas em bolsa que tenham alto valor e fundamentos sólidos, contudo que estejam sendo negociadas a preços baixos no mercado. O reconhecimento dessas oportunidades é gerado devido a criação de um ranking.

O ranking proposto por Greenblatt

O ranking citado pelo autor faz referência a uma composição de empresas de alto valor, relacionado à exposição de lucro sobre o valor de mercado das companhias medido através do retorno sobre o capital, ou seja, são empresas de alto valor para os investidores, aquelas que oferecem maior lucros nas compras de seus títulos.

A estruturação desse ranking acontece utilizando os índices ROE (Retorno sobre o Patrimônio Líquido), obtido a partir da divisão do lucro líquido da companhia pelo seu patrimônio líquido, e pelo índice P/L.

Para calcular o P/L, é simples. Você precisa dividir o preço da ação, pelo Lucro por Ação (LPA), portanto, a fórmula ficaria assim: P/L = preço da ação / lucro por ação.

E para descobrir o LPA, basta dividir o lucro líquido da companhia pela quantidade de ações disponíveis no mercado.

Dessa forma o investidor consegue identificar tanto a saúde financeira da empresa quanto se o preço de um ativo está alto ou baixo.

É a partir desse ranking que o investidor consegue avaliar os indicadores e identificar quais empresas listadas são as melhores para investir.

Esses são alguns dos mais importantes conceitos abordados no livro, e que dizem respeito à “fórmula mágica” para a compra das ações com maior potencial de lucro. 

É importante entendê-los de forma a fazer um uso consciente dos mesmos, e vale lembrar, cada investidor segue o seu perfil de investidor. Caso você se encaixa ou se interessou pelas ideias de Joel Greenblatt, é válido a leitura de sua obra a fim de uma melhor abordagem na escolha de ações nos investimentos a longo prazo. 

E ai, Yubber, gostou do artigo?

Você também pode gostar desses artigos

library_booksTodos os artigosVoltar para o topo