keyboard_arrow_left
Conhece alguém que investe ou quer investir nesta Criptomoeda? Compartilhe!
Preço
R$ 0,641895
Valor atual de uma unidade da criptomoeda.
Valor de mercado
R$ 15,94 bilhões
Indica o valor total de mercado, baseado na quantidade da criptomoeda em circulação.
Volume
R$ 753,2 milhões
Indica o quanto a criptomoeda foi negociada nas últimas 24h.
Histórico de preço

Corretoras

A mesma criptomoeda pode ser adquirida em diversas corretoras.
Escolha a sua empresa preferida e lembre-se de que abrir conta é totalmente gratuito.

O que é Stellar (XLM)?

A Stellar surgiu como mais uma alternativa descentralizada de se incorporar ao mercado financeiro tradicional. Trata-se de uma rede aberta que permite o armazenamento e a movimentação de dinheiro, e que tem o objetivo principal de incentivar a inclusão financeira de usuários que possuem acesso à internet mas não a serviços financeiros.

Nos dias de hoje, com toda a tecnologia disponível, chega a soar estranho o fato de algumas pessoas não terem acesso a serviços financeiros. Porém, essa é uma realidade em vários locais do mundo, seja pela falta de condições financeiras ou por restrições de regimes políticos ditatoriais, por exemplo.

Somente no Brasil, existem 34 milhões de adultos desbancarizados. É o que mostrou uma pesquisa realizada pelo Instituto Locomotiva em janeiro de 2021.

Inicialmente, a desbancarização da população foi o principal desafio que a rede Stellar (cujo token se chama Lumens) se propôs a resolver. Com o tempo, o objetivo da inclusão financeira da plataforma passou a dar mais foco para a conexão entre empresas do setor financeiro de diferentes lugares do mundo. Dessa forma, a prioridade da Stellar hoje é facilitar principalmente as transações financeiras internacionais.

Surgimento da Stellar

A Stellar foi idealizada por Jed McCaled, cocriador do Ripple, que deixou o projeto em 2013 para lançar a nova plataforma, um ano depois. McCaled é um programador com longa experiência em aplicações peer-to-peer, que são sistemas para o compartilhamento de arquivos e informações que não necessitam de um computador central.

Logo após sua saída da Ripple, em parceria com Joyce Kim, Jed fundou a Stellar Development Foundation. A organização tem o objetivo de promover a inclusão financeira por meio da tecnologia e, para isso, busca melhorias contínuas no projeto Stellar Lumens.

Inicialmente, o projeto teve o apoio financeiro de US$ 3 milhões da Stripe, empresa que desenvolve tecnologia para prevenção de fraudes financeiras.

Como funciona a rede da Stellar?

A rede Stellar é ponto a ponto e descentralizada. Basicamente, o seu token, XLM, tem a função de possibilitar que uma moeda seja enviada de um ponto e chegue ao destino como outro tipo de moeda diferente.

Isso só é possível pelo trabalho de verificação de swap de pares de moedas disponíveis, que a rede Stellar consegue fazer. Por meio de “âncoras”, que facilitam a troca de moedas na rede, é possível que uma ponta faça o depósito em uma moeda e a outra ponta receba o crédito em outra moeda diferente.

Essa conversão funciona não só com criptomoedas, mas também com moedas fiduciárias. Por exemplo, imagine que alguém no Brasil deseje comprar algo de uma empresa norte-americana. Com o token XLM, é possível enviar reais para pagar a mercadoria e a empresa receberia em dólares nos EUA.

Tudo isso é feito com extrema velocidade dentro da rede Stellar. Com o token XLM, o envio de dinheiro leva de 2 a 5 segundos para chegar no local de destino, inclusive no caso de transações internacionais. Inclusive, essa velocidade chega a ser superior à de transações eletrônicas tradicionais. Para as empresas, esse impacto é muito positivo, especialmente aquelas com menos condições de arcar com custos de transações financeiras.

Vantagens da Stellar

Como vimos, a velocidade das transações e o fato de o token XLM possibilitar qualquer tipo de transação são duas das principais vantagens da rede Stellar.

Além disso, da mesma forma que acontece com vários outros criptoativos, a proposta da Stellar Lumens também é descentralizada. Isso significa que nenhuma autoridade financeira regula o funcionamento da rede ou do token XLM.

É importante também ressaltar os custos das transações na rede, que são bem baixos comparados a outras formas de transações tradicionais, ou mesmo frente a outros criptoativos. Esse é mais um fator que acaba tornando o token bastante competitivo.

Por fim, a facilidade de acesso dos usuários é outra grande vantagem da rede. Para acessá-la, é preciso apenas uma conexão com a internet e determinados softwares, como acesso a troca online ou uma carteira para Lumens.

Quem utiliza a rede Stellar?

Diferentemente de outros criptoativos, que têm como objetivo romper com o sistema financeiro tradicional, a proposta da Stellar é ser uma facilitadora das transações financeiras. Por isso, muitas grandes companhias utilizam essa rede, o que acabou dando exposição e credibilidade à Stellar no meio financeiro.

Nesse sentido, um dos exemplos mais conhecidos é a IBM. A companhia utilizou o XLM para criar o Word Wire, um sistema que possibilitou o envio de dinheiro entre as instituições financeiras para qualquer parte do mundo, de forma segura e com alta velocidade.

Outro exemplo é o da Saldo, uma empresa que facilita a vida de migrantes que precisam mandar dinheiro para as suas famílias no país de origem. Ao utilizar o XLM, essas pessoas aproveitam todas as facilidades da rede: a conversibilidade das moedas, a velocidade das transações e o baixo custo.

Como encontrar o token XLM

Essa é outra diferença da Stellar em relação a muitas outras criptomoedas. O token XLM não é minerado, pois o seu fornecimento e circulação são controlados pela Stellar. Como não existe mineração, as confirmações das transações do XLM são feitas por consenso entre contas.

No início, foram criados 1 milhão de tokens, que aumentaram 1% durante cinco anos. Porém, a comunidade votou contra a continuidade desse aumento, e a rede acabou reduzindo a quantidade de unidades pela metade.

Atualmente, dos 50 bilhões de XLM existentes, somente 20 bilhões estão em circulação. Os restantes 30 bilhões estão sob a guarda da Stellar Development Foundation, para utilização em eventuais projetos ou promoções, mediante decisão da empresa.

O que é uma criptomoeda?

Uma criptomoeda é um ativo digital descentralizado, ou seja, que não depende de bancos para que suas transações sejam confirmadas. Dessa forma, elas permitem que qualquer usuário envie e receba pagamentos a qualquer tempo e em qualquer lugar.

Como o próprio nome indica, esses ativos são produzidos e comercializados utilizando criptografia, o que garante o anonimato dos usuários e a segurança das transações.

As criptomoedas são criadas com base na tecnologia blockchain, na qual as transações são realizadas em blocos. Esse sistema é complexo e sofisticado, e consiste, basicamente, em blocos que permitem o envio e o registro de transações realizadas pela internet.

Tudo o que é feito via blockchain pode ser verificado posteriormente, daí a analogia que se faz desses registros a uma espécie de “livro-caixa”. Mas ao contrário dos bancos de dados tradicionais, os registros do blockchain não ficam em um único local. Justamente por causa da característica descentralizada das criptomoedas, a tecnologia blockchain distribui esses registros na rede mundial de computadores.

Outro aspecto que confere segurança a essas transações é o fato de os registros do blockchain não poderem ser modificados. Isso significa que, uma vez inseridos na rede, nem mesmo as partes envolvidas na transação conseguem alterá-los.

Como investir em criptomoedas?

É possível investir em criptomoedas negociando direto com outros investidores (negociação peer to peer). No entanto, esse tipo de transação não dá nenhuma segurança aos envolvidos, pois além de não ser possível identificar a origem dos recursos, não dá para ter certeza de que a negociação se concretizará, ainda mais quando o depósito precisa ser feito de forma antecipada.

Por isso, para investir em criptomoedas, o ideal é abrir conta em uma exchange. As exchanges são corretoras especializadas em criptoativos, que funcionam como uma plataforma digital de intermediação na compra e venda de criptomoedas e tokens. A exemplo das corretoras tradicionais, as exchanges oferecem aos usuários a estrutura ideal para que essas transações possam ser feitas de forma mais fácil e segura.

As exchanges trabalham de diferentes formas, logo nem todas oferecem os mesmos serviços. Nesse sentido, a sua atuação pode abranger a venda direta, o trade, o armazenamento ou os empréstimos em criptomoedas, por exemplo. Por isso, dependendo dos objetivos do investidor, uma ou outra exchange pode ser a mais adequada para operar.

Quanto custa investir?

O valor do investimento em criptomoeda não dependerá do preço da moeda em si, mas da fração que a exchange comercializar.

Por exemplo, na data de hoje (julho de 2021), um bitcoin vale, aproximadamente, R$ 180 mil. No entanto, para investir nessa criptomoeda, não é preciso adquirir uma unidade inteira. O valor mínimo de transações é determinado pela própria exchange que realizará a transação, e isso vale não só para o bitcoin, mas também para qualquer outro criptoativo.

Qual a tributação desse investimento?

As regras tributárias sobre criptoativos ainda são muito recentes no Brasil. Somente em 2021 é que foram criados códigos específicos para declarar criptomoedas e tokens no Imposto de Renda.

Se o investidor possui mais de R$ 5 mil em criptoativos, precisa informar isso na ficha de “Bens e Direitos” do IR. Além disso, se foram realizadas movimentações superiores a R$ 35 mil por mês, eventuais lucros dessas transações estão sujeitos ao imposto sobre ganho de capital, que deve ser pago no mês seguinte ao da venda. A alíquota é de 15% para ganho mensal de até R$ 5 milhões, e aumenta gradativamente conforme o lucro, até o limite de 22,5%.

Como o Yubb ganha dinheiro?

O Yubb é totalmente gratuito e independente: não cobramos nada para buscar milhares de opções para você aplicar melhor seu dinheiro e não somos vinculados a nenhuma empresa de investimento.

Mas precisamos ganhar dinheiro de alguma forma, certo? A única forma que ganhamos dinheiro atualmente é se você clicar em algum dos botões vermelhos "Investir agora meus..." desta página. Assim, a empresa de investimento irá nos remunerar pelo nosso trabalho.

Não se preocupe: para você, não vai mudar absolutamente nada! Todas as características dos investimentos que você vê aqui no Yubb são exatamente as mesmas que você encontraria diretamente na empresa, incluindo a taxa de rentabilidade. Não somos como sites de passagens aéreas que ganham alguma comissão escondida.

Na hora de investir, clique no botão "Investir agora meus...", diga para outras pessoas também clicarem e apoie o nosso trabalho gratuito para ajudarmos cada vez mais pessoas!

Dados providos pela CoinGecko API