Podcast YUBB4 - Episódio #33: Influencers de investimentos

Youtubers, Instagrammers, podcasters, blogueiros, criadores de conteúdo… Os influencers estão dominando a internet e, de quebra, o mercado financeiro.

A importância deles para a educação financeira no Brasil é inegável, mas e os riscos? Será que eu realmente devo seguir as dicas do que eu ouço por aí?

O episódio #33 do YUBB4 - Seu Podcast Preferencial é sobre isso! Quem influencia os seus investimentos? Ouça e descubra:

Se preferir, ouça em outras plataformas:

- Spotify

- Deezer

- Castbox

- Google Podcast

- Apple Podcast

Links comentados no podcast:

- Nova interpretação da CVM

- @bernardopascowitch

- @yubbinvestimentos

- @hbredda

- @tiohuli

- @stockpickers_

- @bruno_perini

- @bea_aguillar

- @ofelipe_miranda

- @nathfinancas

- @explicaana

E você? Confia nas dicas do seu influencer preferido? Comenta aqui embaixo qual é o @ dele!

2 comentários286 visualizaçõesPostado em 18/11/2020
Fabio Rodrigo de Oliveira Santos
24/11/2020

Penso que NÃO devemos achar que as pessoas são completas idiotas que fazem tudo o que os outros mandam. Algumas farão, mas outras não. É da natureza de cada um. Propaganda de dieta milagrosa, automóveis, roupas, cosméticos. Tudo isso sempre usou influencers para vender. Por que produto financeiro não pode?? Na verdade até existe. Posso fazer um paralelo e dizer que propaganda de banco com artista famoso sempre existiu na TV. Folder de capitalização com artista ou atleta influente eu também já vi! Ninguém nunca proibiu banco de usar artista em comercial e depois o gerente enfiar empréstimo, capitalização e CDB ruim no cliente. Isso acontece há anos. Mas acreditar ou não em um gerente, artista ou influencer é uma decisão de cada um. As pessoas não podem culpar os outros pelas suas decisões. Querer que uma entidade, seja governo ou CVM fique servindo de babá para investidores, censurando o que as pessoas podem falar é mentalidade comunista. A chave para todos os males da sociedade é a EDUCAÇÃO. Eduque as pessoas em vez de censurá-las dizendo o que podem ou não ouvir e falar. Poderíamos começar pelo próprio site da B3, que é um dos mais difíceis de se navegar e encontrar informação. O site do Banco Central também não é nada amigável. Resumindo. Acho que os influencers devem ser livres para falar o que quiserem sobre o que fazem com o próprio dinheiro. Imita quem quer e vai estudar quem tem juízo (e amor ao seu dinheiro)!

Responder
Gisleine Lima
24/11/2020

Bom dia, bom eu vejo assim. Aqui existe um excelente ensinamento sobre os termos técnicos e até assuntos mais complexos de aprendizado. Porém, cabe a cada um fazer outras pesquisas, análises e procurar sempre mais informações e não culpar apenas os influenciadores. Bom, no meu caso eu fiz isso, avaliei bastante, li muito muito, pesquisei e fiz cursos antes de aplicar o meu Din Din suado. Hoje em dia assinei as análises pra clarear minha mente da Empiricus também, mais não creio que isso deva ser um limitador. Agradeço ao Yubb pelos ensinamentos, são EXCELENTES Inclusive, comento de vocês até na minha faculdade, pq eu penso assim: o que é bom em informação a gente compartilha. Aprendi com vocês também e muito. Muito obrigada.🌻🤗

Responder

Olá!

Quer participar da conversa? Entre na sua conta.
Não tem uma conta? Toque aqui e crie a sua. É fácil, rápido e gratuito.